×

Igreja histórica de Pitangui, fechada desde 2002, deverá abrir as portas para a comemoração dos 300 do município!

quinta-feira, 08 de agosto de 13 às 06:15 | Atualizado às 15:05
Igreja histórica de Pitangui, fechada desde 2002, deverá abrir as portas para a comemoração dos 300 do município!

Quem visita Pitangui fica impressionado com suas belezas.  A cidade é cercada pela bela natureza e suas ruas contam histórias. As muitas igrejas existentes, evidenciam a fé daquele povo. Pitangui está prestes a comemorar 300 anos, em 2015. Por causa disso, o município se esforça para preparar esse grande acontecimento. A Igreja São Francisco, por exemplo, erguida entre 1850 e 1873, está passando por uma reforma geral. Clara Helena Carvalho Nunes, Coordenadora de Projetos da Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Patrimônio Histórico, recebeu nossa reportagem e falou-nos sobre essa reforma. Segundo ela, o orçamento inicial da restauração foi previsto em um milhão de reais. A restauração foi planejada  em quatro etapas. As duas primeiras etapas estão praticamente concluídas. Elas consistiram na reforma das estruturas da Igreja. Cerca de trezentos mil reais foram necessários para essa parte do trabalho.


As duas próximas etapas vão cuidar da restauração interna e externa da Igreja, além da recuperação de sua parte artística. Para essas etapas, o Município ainda não tem os recursos. Mas, conta com o apoio do Governo de Minas e do IEPHA (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais), para que o trabalho termine antes da comemoração da festa dos 300 anos.


As reformas que foram autorizadas pelo IEPHA começaram, na verdade, com uma mobilização dos vizinhos e amigos da Igreja, segundo Clara Helena, que também tem o privilégio de morar ao lado do templo. Clara tem veia artística e sonha alto: Sonha em montar uma escola de arte e de teatro na cidade. Hoje, além do trabalho no serviço público, é proprietária de uma loja de fantasias e produz roupas diversas. No momento, está muito ocupada, em produzir as roupas  e adereços para as festas juninas.

Abaixo você pode conferir a entrevista com a Clara Helena.

 

 

Por: Padre Geraldo Gabriel

Notícias Relacionadas

15 abr 15
12 ago 13
14 ago 13
17 ago 16

Parceiros