×

Paróquia Nossa Senhora do Carmo - Carmo do Cajuru

Paróquias

Dom José Carlos reuniu-se com as esposas dos candidatos ao diaconato permanente

quarta-feira, 30 de outubro de 19 às 01:00 | Atualizado às 21:47
Dom José Carlos  reuniu-se com as esposas dos candidatos ao diaconato permanente

Em fevereiro de 2015, durante a reunião do clero, foi falado de uma possível criação da Escola Diaconal na Diocese de Divinópolis. Nesta reunião, os padres participaram de uma momento formativo, ministrado pelo Cônego Lauro Sérgio, da Arquidiocese de Mariana, sobre a importância do Diácono Permanente para a Igreja. Clique aqui e veja a reportagem completa.

 

No início de 2017, a Diocese de Divinópolis publicou, aqui no Portal Diocesano de Notícias, os Critérios para admissão às primeiras conversas com candidatos ao Diaconato Permanente.

 

A Escola Diaconal Santo Estevão é assistida por Dom José Carlos e pelos padres José Raimundo Bechelaine, Ydecy Ferreira, Gilmar Pinheiro, Lúcio Camargos, Daniel Leão e Ordones Lemos.

 

No dia 8 de junho de 2017 aconteceu o primeiro Encontro com os Vocacionados ao Ministério Diaconal Permanente da Diocese de Divinópolis. Neste primeiro encontro, que reuniu 35 candidatos, vindos de várias cidades que compõem a Diocese, foi feita uma apresentação inicial do Diaconato Permanente. O encontro começou com uma apresentação de todos os candidatos. Em seguida, Padre Carlos Henrique falou do modelo bíblico do Diaconato. Após a fala do Padre Carlos, Dom José Carlos tomou a palavra e falou da proposta da Diocese para o exercício desse ministério. Dom José destacou que na Diocese de Divinópolis o diácono excercerá o ministério da Diaconia Ambiental, ou seja, em setores específicos da sociedade, onde a Igreja deveria estar mais presente, como por exemplo, nos presídios, universidades, etc. Ouça:

 

 

Durante todo o segundo semestre de 2017, os candidatos se reuniram regularmente, no Seminário Propedêutico, em Itaúna, para momentos de formação e partilhas. No início de 2018, os candidatos começaram o curso de Bacharel em Teologia, na Faculdade Claretiano.

 

Atualmente, os 29 candidatos se reúnem todo o último domingo do mês, no Centro Diocesano de Pastoral, em Divinópolis, para momentos de formação e partilhas. No vídeo, abaixo, Padre José Raimundo fala um pouco do processo formativo e acadêmico da Escola Santo Estevão; assista:

 

 

Na reunião deste mês de outubro, a Escola Santo Estevão recebeu as esposas dos candidatos e tiveram um bom momento de partilha com o bispo diocesano, Dom José Carlos, e com a Denize Maria, esposa do Alencastro Gonzaga, que é candidato ao diaconato permanente da Arquidiocese de Belo Horizonte. Na oportunidade, Denize partilhou um pouco de sua história e a importância da esposa para este processo de discernimento vocacional do candidato ao diaconato permamente.

 

Paralelo a este encontro, os candidatos da Diocese de Divinópolis  participaram de um momento formativo, ministrado pelo Diácono Amauri Dias que, há dois anos,  exerce o ministério diaconal na Arquidiocese de Belo Horizonte, e pelo Alencastro Gonzaga.

 

 

DIACONATO PERMAMENTE

 

 

O ministério eclesiástico, que é o ministério dos homens dedicados ao serviço de Deus, compreende três diferentes graus do sacramento da ordem sacerdotal: os bispos, os sacerdotes e os diáconos. Dois destes graus participam ministerialmente do sacerdócio de Cristo: a ordem episcopal, correspondente aos bispos, e a ordem do presbiterado, correspondente aos padres.

 

A ordem do diaconato, segundo o Catecismo da Igreja Católica (n.1554), destina-se a ajudar e a servir os bispos e presbíteros. Por isso, o termo "sacerdote" designa os bispos e presbíteros, mas não os diáconos.

 

Diakonia é a palavra grega que define a função dos diáconos. Esta palavra significa serviço, e é de tanta importância para a Igreja, que se confere por um ato sacramental chamado "ordenação", ou seja, pelo sacramento da Ordem.

 

Desde o Concílio Vaticano II, a Igreja latina restabeleceu o diaconato como um grau particular dentro da hierarquia, enquanto as Igrejas do Oriente sempre o mantiveram assim.

 
Dessa forma, os homens casados que se dedicam a ajudar a Igreja, por meio da vida litúrgica, pastoral ou nas obras sociais e caritativas podem se fortalecer recebendo a ordem do diaconato, unindo-se mais intimamente ao altar, para cumprir seu ministério com maior eficácia, por meio da graça sacramental do diaconato.

 

POR TÚLIO VELOSO
 

Notícias Relacionadas

19 dez 19
18 set 19
24 fev 17
28 set 17

Parceiros