×

Bairro Cecília Meirelles, em Pará de Minas, celebrou, pela primeira vez, a festa do seu Padroeiro

quinta-feira, 14 de dezembro de 17 às 08:39 | Atualizado às 16:56
Bairro Cecília Meirelles, em Pará de Minas, celebrou, pela primeira vez, a festa do seu Padroeiro

O Bairro Cecília Meirelles, em Pará de Minas, celebrou, pela primeira vez, a Festa do Padroeiro: São João da Cruz.  São João da Cruz nasceu na Espanha, em Fontiveros, no ano de 1542. Seu pai (Gonzalo de Yepes), descendente de rico comerciante de seda, em suas viagens, conheceu, em uma hospedaria, uma moça bonita (Catalina) e por ela se apaixonou, sem ligar para sua condição de  pobreza.  A família do pai não aceitou esse casamento e acabou por deserdá-lo. Gonzalo faleceu prematuramente e sua esposa passou muita dificuldades com os filhos. Um desses filhos era João de Yepes, que mais tarde viria a se tornar São João da Cruz. São João da Cruz entrou para a vida religiosa carmelita. Em 1563, recebe o hábito religioso e o nome de Frei João de São Matias. Em 1567, encontrou-se com Santa Tereza de  Ávila e, junto com ela, se entrega à tarefa de reforma do carmelo. Foi vítima de incompreensões na própria ordem e chegou a ser preso, em Toledo, pelos confrades, no ano de 1577. Durante a prisão, escreveu os textos mais lindos da Teologia Mística, aquela que conhece pelo amor. Dentre seus escritos podemos destacar: Chama viva do amor, Cãntico Espiritual, Subida do Monte Carmelo, Noite escura...  São João da Cruz é considerado um dos maiores poetas e místicos da humanidade.

 

Não poderia ser outro o padroeiro do Bairro que tem o nome de "Cecília Meirelles".  Sua festa é hoje, dia 14/12. Mas, a primeira missa no Bairro aconteceu ontem, às 19h. Durante a missa, comentei apenas um verso do livro "Cãntico Espiritual" que cito a seguir:  Onde é que tu, Amado, Te escondeste deixando-me em gemido? Fugiste como um cervo havendo-me ferido; clamando eu fui por ti: tinhas partido!    Nessa pequena estrofe podemos perceber toda a angústia de uma alma tocada por Deus e que não sabe mais viver sem a presença desse Amado, que sempre se esconde do amante. Deus é mistério e, por isso, não pode ser apreendido em sua totalidade. Além disso, a alma humana se prende às distrações e desvia o foco desse Amado, mesmo sabendo que toda sua alegria consiste em buscá-lo com toda a intensidade.  

 

Hoje, a procissão de São João da Cruz sairá às 19h, da frente da  Escola Prof. Pedro Moreira,  e seguirá em direção ao Salão de Convivência da Comunidade. Todos estão convidados para participar dessa primeira festa dedicada ao padroeiro: São João da Cruz.

 

 

POR PADRE GABRIEL

Notícias Relacionadas

06 dez 13
12 dez 15
01 out 19
13 mai 17

Parceiros