×

O dom da caridade!

segunda-feira, 28 de setembro de 20 às 00:36 | Atualizado às 00:57
O dom da caridade!

O dom da caridade!

Já dizia São Tiago em sua carta (2,14-26), que a fé não traduzida em obras é morta. Por isso, devemos ter o olhar atento para o irmão que nos cerca, necessitado de pão, carinho e atenção. Foi isso que fez São Vicente de Paulo (patrono da Sociedade São Vicente de Paulo) , Santa Dulce dos Pobres – o anjo bom da Bahia e tantos outros missionários e santos, seguindo o exemplo do mestre, Jesus. 

 

Não é preciso ter bens em fartura para exercer a caridade, mas sim um coração disposto e aberto para ajudar. Cada um oferece o que tem, mesmo que pareça pouco mas somado a tantos outros, o pouco se torna grande. “O que eu faço é uma gota no oceano. Mas sem ela, o oceano seria menor” – Madre Teresa de Calcutá

 

E é nessa ajuda, através de doações, que se mantém a Sociedade São Vicente de Paulo há quase 200 anos. Uma iniciativa que nasceu na França em 23 de abril de 1833, através de 7 pessoas, tendo à frente o jovem Antônio Frederico Ozanam, fundador do movimento.

 

A sociedade que hoje é um movimento internacional, presente em mais de 140 países, tem como aspecto forte no direcionamento do seus trabalhos, as Conferências. O Brasil é o país com maior número de vicentinos. O movimento aqui nasceu em 1872, através da Conferência São José no Rio de Janeiro. Hoje, nas terras cariocas também está a sede do Conselho Nacional (CNB). Como se trata de uma movimento orientado por leis, estatutos e regras de conduta, há uma hierarquia de núcleos, chamados “Conselhos”, onde é repassado a prestação de contas e o direcionamento das atividades.

 

“Vencer sem perigo é triunfar sem glória. Quanto mais difícil for a obra, mais belo será desempenhá-la”. (Frederico Ozanam)

 

Em Divinópolis, sede do Conselho Metropolitano (órgão maior da região e aqui, composto por 14 cidades), temos diversas conferências e uma delas é a de São Luiz Gonzaga, que há 35 anos (fundada em 5 de março), realiza esse trabalho da ajuda, que traz como lema: “Aqui nada se perde, tudo se destina”.

 

E um de seus ilustres confrades (termo utilizado para homens e consocia para mulheres), Sr. Raimundo (Didico), atuante há 21 anos, já presenciou muitas histórias e recordações que guarda com carinho. Um dos fatos que destaca é a entrega das cestas básicas no final do ano, a distribuição das cestas de verdura e o auxílio a bairros periféricos da região (lajinha, hoje bairro São João de Deus).

 

Sr. Didico conta que toda ajuda que eles fazem às pessoas carentes é feita de doação, ou seja, a caridade e compaixão de outras pessoas. As pessoas os procuram manifestando a necessidade, é feito uma sindicância e até uma votação dentro da conferência, para ver as necessidades e demandas. Toda ajuda às famílias é entregue em espécie, seja alimento, roupa e até remédio, através da receita repassada a eles e nunca é entregue à ajuda em dinheiro. Além das doações, a conferência também realiza um momento de oração e evangelização com as famílias.

 

A Conferência de São Luiz Gonzaga é subordinada ao conselho particular do Senhor Bom Jesus que também conta com o conselho do São João de Deus, uma estimativa de quase 15 conferências no bairro, segundo a tesoureira Maria José. A conferência também conta como presidente Maria Aparecida Coelho e secretario Sr. Raimundo. Didico conta que no início haviam mais pessoas participando da conferência, por isso faz um convite a todos aqueles que queiram se tornar um membro, confrade ou consocia, a participarem  dos encontros semanais tão logo retorne as atividades normais devido a pandemia do covid-19, na Igreja de São Luiz Gonzaga, bairro São Luís. Em cada bairro tem uma conferência, procure aquela que é mais próxima de você.

 

A SSVP surgiu para aliviar o sofrimento das pessoas vulneráveis.  A exemplo de Frederico Ozanam e pelo legado de São Vicente de Paulo, o movimento busca exercer uma caridade que doa e acolhe. Combatendo a desigualdade e aliviando a miséria espiritual e material dos que vivem em situação de risco social.

 

Fiel a seus fundadores e aos ensinamentos que deles sustentam a espiritualidade do movimento, a SSVP sempre tem a preocupação de renovar e se adaptar as condições mutuáveis da sociedade. Através de um trabalho sério, pautado pela caridade, como dizia Frederico Ozanam “Desejo que o mundo inteiro seja uma rede de caridade”  Inspirado pelo exemplo desses santos missionários, possamos também fazer a diferença na vida do próximo: sendo um bom samaritano que vê, sente, acolhe e ajuda.

 

Pastoral da Comunicação| Paróquia do Senhor Bom Jesus - Divinópolis MG

Notícias Relacionadas

16 abr 15
21 jun 19
26 fev 19
17 abr 18

Parceiros