×

Paróquia Catedral Divino Espírito Santo

Paróquias

Jubileu da Misericórdia com os jovens movimenta a Catedral Diocesana

segunda-feira, 21 de março de 16 às 08:20 | Atualizado às 19:29
Jubileu da Misericórdia com os jovens movimenta a Catedral Diocesana

No último sábado, 19, dia de São José, centenas de jovens, vindos de várias cidades da Diocese de Divinópolis, participaram do Jubileu da Misericórdia dos Jovens. O evento começou por volta das 15h30, na quadra do Lar dos Idosos. Por volta das 16h, aconteceu uma palestra sobre o Ano Santo da Misericórdia, ministrada pelo seminarista Rafael. Às 17h, o Projeto InterCristo conduziu um momento de oração do Santo Terço. Em seguida, os jovens seguiram para a Catedral Dicoesana,  passaram pela Porta Santa e participaram de uma adoração ao Santíssimo Sacramento, conduzida pela Comunidade Missão Maria de Nazaré. O Jubileu foi encerrado com a Santa Missa, presidida pelo Bispo Diocesano, Dom José Carlos.

 

O que é o Ano Santo?
O Papa Francisco anunciou o Jubileu do Ano Santo da Misericórdia por meio da Bula de Proclamação Misericordiae Vultus (O Rosto da Misericórdia). O Jubileu inicia-se em 08 de dezembro de 2015 e será concluido no dia 20 de novembro de 2016, com a Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo.
A celebração do Jubileu tem suas origens no judaísmo. Consistia em uma comemoração de um ano sabático que tinha um significado especial. A festa  realizava-se a cada 50 anos. Durante o ano, os escravos eram libertados, restituíam-se as propriedades às pessoas que as haviam perdido, perdoavam-se as dívidas, as terras deviam permanecer sem cultivar e se descansava. Era um ano de reconciliação geral. Na Bíblia, encontramos algumas passagens dessa celebração judaica (cf. Lv 25,8).

 

Entenda melhor o que é a Porta Santa e as indulgências alcançadas ao passar por ela

Passar pela Porta Santa significa confessar que Jesus é o Senhor, assumindo a decisão de deixar para trás o pecado para entrar na vida nova que Ele nos deu com sua morte e ressurreição. Ao passar pela Porta, o fiel pode obter uma indulgência (misericórdia).
 

 

 

Como obter a indulgência?
Para viver e obter a indulgência é necessário realizar uma breve peregrinação rumo à Porta Santa. Neste momento, o fiel deve estar unido, em primeiro lugar, ao Sacramento da Reconciliação e à celebração da Santa Eucaristia, com uma reflexão sobre a misericórdia. Será necessário acompanhar estas celebrações com a Profissão de Fé e com a Oração pelo Papa e pelas intenções do Santo Padre e para o bem da Igreja e do mundo inteiro.

 


Para obter a indulgência:

1 – O fiel deve estar em estado de graça; portanto, ter se confessado, sacramentalmente, de todos os pecados e com disposição interior de afastar-se, totalmente, do pecado, até mesmo venial;
2 – Só se obtém a indulgência plenária uma vez por dia;
3 – Deve receber a Santíssima Eucaristia;
4 – Deve rezar segundo as intenções do Sumo Pontífice. Sugere-se um Pai Nosso e uma Ave Maria;
5 – As indulgências são sempre aplicáveis a si próprio ou às almas dos falecidos, mas não às outras pessoas vivas sobre a terra. Pode-se colocar em intenção pelas almas mais necessitadas, abandonadas ou esquecidas por seus parentes e amigos.



Observação: não é necessário que a Confissão Sacramental e, em especial, a Sagrada Comunhão e a oração pelas intenções do Santo Padre sejam feitas no mesmo dia em que se cumpre a obra indulgenciada. O importante é cumprir todo o ritual, procurando não ultrapassar 30 dias.

 

Notícias Relacionadas

13 ago 18
20 mar 20
31 mai 13
03 nov 15

Parceiros