×

Paróquia Catedral Divino Espírito Santo

Paróquias

Hoje celebramos São Francisco de Paula, Padroeiro Secundário de Divinópolis

quinta-feira, 02 de abril de 20 às 12:42 | Atualizado às 12:47
Hoje celebramos São Francisco de Paula, Padroeiro Secundário de Divinópolis

No dia 02 de abril a Igreja celebração São Francisco de Paula, Padroeiro Secundário da cidade de Divinópolis. No dia 13 de janeiro de 1767 era autorizada, através de uma provisão, a construção da primeira capela na região, esta então dedicada ao Divino Espírito Santo e a São Francisco de Paula.

 

No dia 09 de abril de 2019, em cumprimento à decisão liminar concedida pela Justiça Comum, na Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Estadual, o Museu Histórico de Pitangui fez a entrega da imagem de São Francisco de Paula à Mitra Diocesana de Divinópolis e à Cidade de Divinópolis.

 

A imagem de São Francisco de Paula estava na cidade de Pitangui desde março de 1974, onde ficou sob os belos cuidados do Museu Histórico de Pitangui.

 

A imagem foi entregue nas mãos do Cura da Catedral, Padre Luis Carlos Amorim, e ao advogado da Mitra Diocesana, dr. Fernando Barcelos. A pedido da justiça, a imagem foi escoltada pela Polícia Cívil de Divinópolis até a Catedral, em Divinópolis.

 

Na Catedral, a imagem foi recepcionada pelo bispo diocesano, Dom José Carlos; pelo Padre Marcos Antônio; pelo responsável do Museu da Catedral, Giulianno Vilano;  pela responsável do arquivo diocesano, Erivelta Diniz; e pela imprensa local. Clique aqui para ver as fotos.

 

SÃO FRANCISCO DE PAULA

Nasceu na cidade de Paula, na Calábria, em 1416. Recebeu este nome devido a devoção de seus pais a São Francisco de Assis. Em sinal de gratidão a uma cura recebida por intercessão do santo, viveu um tempo num convento franciscano.

 

Amor a Deus e ao próximo marcaram sua história, e seu lema pessoal era a caridade. Depois de sair do convento, foi em peregrinação com seus pais para Roma, e ali descobriu seu chamado à vida eremítica. Ficou na Itália, em uma região distante, dedicando-se à vida de oração e penitência. Um homem da caridade, em comunhão com as dores da humanidade e da Igreja.

 

Muitos descobriram sua santidade e iam até ele pedir conselhos. Alguns desses descobriam sua vocação e permaneciam. Com isso, Francisco de Paula fundou uma ordem eremítica (Ordem dos Mínimos), que tinha como lema a caridade.

Notícias Relacionadas

03 jun 16
13 mar 18
05 ago 16
01 out 16

Parceiros