×

Paróquia Catedral Divino Espírito Santo

Paróquias

Catedral: preparando as cinzas para o inicio da quaresma

sexta-feira, 03 de fevereiro de 17 às 11:32 | Atualizado às 23:07
Catedral: preparando as cinzas para o inicio da quaresma

A celebração da Eucaristia do Dia Santo da Apresentação do Senhor no templo foi muito participada na Catedral.



Nesse dia tão especial, que o filho primogênito de Maria foi consagrado ao Senhor e revelado como Messias, “Luz para iluminar as nações”, na Celebração Eucarística das 19 horas, fiéis se reuniram na porta da Catedral, com ramos secos nas mãos,   para momento  importante de oração e reflexão.



Os ramos utilizados na procissão do Domingo de Ramos, fazendo referência à aclamação que Jesus recebeu quando entrou em Jerusalém,  foram levados para serem queimados e transformados em cinzas para serem distribuídas na Quarta-Feira de Cinzas.



Segundo o pároco, padre Luiz Carlos Amorim, no Domingo de Ramos, as pessoas com os ramos nas mãos,  assumiam a missão de seguidores de Cristo e participantes do projeto de Deus. Os ramos bentos, verdes, que as pessoas levaram para casa, é  sinal de fé e piedade, é um sacramental que recorda mistérios celebrados na Semana Santa.



Lembrou que o ramo verde, sinal de vitória e aclamação, agora é um sinal transformado em cinza, sinal de que o homem é terra, é pó, pouca coisa diante de Deus, mas ao mesmo tempo grande diante de Deus.



Em momento de silêncio orante, o padre pediu aos presentes para quebrarem seus ramos, em sinal de firme propósito de se afastarem do pecado e serem fiéis ao projeto de Deus.



Cada um ganhou uma vela benta para ser carregada, na procissão luminosa,  na palma da mão, simbolizando  a entrega da vida na providência de Deus e disposição para o  serviço no Projeto de Deus.



Na homilia, o celebrante reforçou que o cristão verdadeiro  tem que se voltar para o Senhor. Buscar a Luz de Cristo que ilumina a vida e a caminhada aqui na terra. Que o  cristão deve ser fiel e participar da vida da Igreja para estar com Jesus, sentir-se animado e ter a consciência que Ele estará com todos até o fim dos tempos.



Concluiu fazendo referência à Maria, celebrada, nesta Solenidade, como Nossa Senhora da Luz, modelo de quem é fiel e que testemunhou essa fidelidade em toda sua vida.

 

 

Por Maria Teresa Fernandes

Notícias Relacionadas

03 out 17
16 jul 13
26 abr 17
11 fev 20

Parceiros