×

Capela de Nossa Senhora Aparecida

quarta-feira, 04 de junho de 14 às 15:10 | Atualizado às 15:50
Capela de Nossa Senhora Aparecida

Capela de Nossa Senhora Aparecida

Comunidade Guarita 

 

 

O ribeirão São Pedro nasce na Serra da Guarita passando próximo à cidade de São Sebastião do Oeste, desaguando no rio Itapecerica, no local chamado Bongue. No ano de 1968, iniciou-se a celebração da Palavra na Escola Municipal João Felício. As celebrações dos Cultos Dominicais foram iniciadas na comunidade pelo professor Divino Teixeira do Nascimento. Ele era dirigente, confrade, que também criou a Conferência masculina. Os primeiros confrades eram: João José Araújo, João Januário, Jorge Oscalino e outros. Em 1973, Jorge Oscalino, preparou a primeira Crisma onde Dom Cristiano celebrou na Escola a missa da Crisma. Padre Altamiro também celebrava na Escola e Padre Dulinho de Itapacerica. Os primeiros dirigentes foram: Jorge Oscalino que era tesoureiro, Olímpio, Clodoveu, João Januário, Sebastião Eustáquio e seu irmão José Donizete, Darci Machado, ajudavam como leitores. Padre Bento Mateus Borges benzeu o terreno para construção da capela, Joaquim Pereira de Faria doou o terreno. Jorge Oscalino e seu pai Oscalino Francisco dos Santos e com a ajuda da comunidade construíram a capela que recebeu o nome da Padroeira, Nossa Senhora Aparecida. José Dimas Semeão e Maria Martins doou a imagem “Aparecida”. Padre Bento não chegava à capela de carro pois não tinha estrada. Padre Antônio Pontelo pediu que fizesse uma estrada e pinguelas sobre os córregos. A estrada foi feita com ferramentas manuais, onde ele passava com seu jipe e chegava à capela.  O coral era auxiliado por Antônio Donizete, Vanda, Vanilda, Vilma e Terezinha Machado, Marlene, no ano de 1975. Neste mesmo ano nasceu a conferência feminina, tendo como presidente Maria José dos Santos Reis e poucas consócias. Nesta capela realizou-se o primeiro e o único casamento, de Arlindo Ribeiro e Maria Aparecida Ribeiro. No ano de 1979, o Padre Bento voltou à comunidade de Guarita preparando para receber o Santíssimo. José Diógenes Mendes doou o sacrário em 1985, Mário Corrêa Pugas foi ministro por três anos. A capela ganha um novo aumento, para celebrar a primeira Semana Santa. Jorge Oscalino e Sebastião Eustáquio foram ministros da Eucaristia e da palavra no dia 18 de Janeiro de 1987. O primeiro reinado de Guarita aconteceu no ano de 1981, tendo como capitão da corte Mário Correa Pugas e José Alvim, presidente Altamiro Ferreira de Faria, Princesa Vanilda Moraes Santos, rainhas Maria Francisca, Tereza Geralda, Arizontina Júlia, reis José Moraes, Arlindo Moraes, Pedro Moraes. O reinado terminou no ano de 1991. No início não tinha luz, era o lampião à gás. O Santíssimo era iluminado por lampião à gás. A energia chegou à Guarita em 1988. 

Notícias Relacionadas

15 mai 14
10 mai 13
29 jan 14
08 ago 14

Parceiros