×

Capela de Santa Rita de Cássia

sexta-feira, 08 de agosto de 14 às 16:26 | Atualizado às
Capela de Santa Rita de Cássia

Capela de Santa Rita de Cássia

Redentor

 

 

Conta-se que a devoção à Santa Rita de Cássia, na cidade de Pará de Minas, iniciou-se quando o casal João Damasceno e Geralda Damasceno, morador no local denominado Córrego Geraldo – região bem próxima de onde está erguida a Igreja em honra à Santa Rita – recebeu uma pequena imagem da Santa, como herança de familiares.
A casa, construída sem nenhum aparato ou mesmo sem a beleza de um esmerado projeto arquitetônico, estava sempre repleta de devotos, e até dos que vinham de algumas cidades dos Estados de Minas Gerais e São Paulo; todos eram recebidos com carinho pelos proprietários. Muita gente fazia questão de tirar medida da mesinha, onde ficava a Santa, para oferecer-lhe, juntamente com a ação de graças, uma toalha bordada. Tamanha era a devoção dos proprietários da imagem, que o povo apelidou a merecedora de ter a Santa, de Geralda Santa Rita, o que a deixava sempre feliz.
O Cônego Gabriel Hugo da Costa Bittencourt, também muito devoto dela, vendo as manifestações de fiéis, interessou-se em erguer um templo em homenagem à Santa, já que, uma vez por ano, celebrava missa em honra à Santa Rita, na Igreja de São Cristóvão. Então projetaram adquirir o terreno dos antigos proprietários da imagem a fim de construir a Igreja; não puderam, contudo, concretizar tal aspiração.
Em 1997, o Prefeito de Pará de Minas, Sr. Eli Pinto de Faria, doou um terreno cuja localização é bem próxima à casa do Sr. João Damasceno. Logo que se fez a terraplanagem, Cônego Hugo passou a celebrar missa, no local, aos domingos, pela manhã. Isto incentivou a Comunidade a organizar-se, com bastante dedicação e trabalho, para angariar donativos, com o objetivo de constituir fundos para inicio da construção da ampla Igreja, em 1998. A imagem que se encontra na Igreja de Santa Rita não é a que pertenceu à Dona Geralda, pois, embora ela tivesse bastante respeito e admiração a Cônego Hugo, não conseguiu se desfazer da preciosa relíquia, a qual, a pedido dela mesma, sempre pertencerá aos familiares. Atualmente, está na residência do senhor João Antônio Silva e de sua esposa, Dona Cleusa Maria Pereira da Silva, situada na Rua Joaquim Peregrino, 122 – Bairro Nossa Senhora de Lourdes.
Muitos louvores a esse casal que a tem em sua casa, porque é também responsável pela existência de devotos da Santa, os quais vão sucedendo aos atuais detentores da imagem pelos séculos afora, assim como na cordialidade e no carinho com que todos os proprietários os recebem, para visitarem a imagem da venerada Santa, que é considerada advogada das causas impossíveis!
Iniciar-se-á em 2008, a fase de acabamento, o que causa muita alegria ao que se esforçaram para sua edificação e, sobretudo, para incentivo aos fiéis que, conhecendo Santa Rita como instrumento da misericórdia de Deus em favor da humanidade sofredora torne-se cada vez mais devotos dela, o que até já s pode comprovar por muitos que vão à Igreja, que lhe é dedicada, para pedir e agradecer. Nessa Comunidade há Celebrações Eucarística aos domingos e às primeiras sextas feiras, com a participação de seus Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística. Existem ainda: Conselho Pastoral, Equipe Litúrgica, Legião de Maria, Apostolado da Oração, Catequese, Novenas da Sagrada Face e Santa Rita, Cenáculo, Hora Santa Eucarística, Oração do terço e Rosário. Foi implantada também a Pastoral do Dízimo, na Comunidade, aos 30;/10/2005. Nesta cidade de Pará de Minas, Santa Rita concede tantas graças, principalmente, a de estar bem perto de pessoas que tudo fazem para que sejam merecedores de seu olhar terno e magnânimo! Por isso, com as mãos erguidas, agradecem, com alegria, a Deus, por habitarem parte do lugar em que a Santa fez sua primeira morada, transformada em graças a todos que a ela recorrem, do Município, do Estado, do País e do Universo!

Parceiros