×

Capela de São José Operário

segunda-feira, 15 de julho de 13 às 10:26 | Atualizado às
Capela de São José Operário

Capela de São José Operário

Comunidade Rio do Peixe

 

 

A nossa comunidade cristã iniciou-se num galpão, onde eram celebradas as Missas. Com o passar do tempo, a comunidade sentiu a necessidade de construir uma Capela. Procuramos o Reverendíssimo Pe. Guerino para pedir sua autorização. Obtendo o seu consentimento e apoio, partimos em busca dos objetivos.


O Sr. Antônio Ribeiro fez a doação do terreno e o Major Agenor de Faria arranjou um trator para a preparação do terreno e doou os tijolos de um galpão e, juntos com a comunidade, foram arrecadando doações. E assim se deu o início da construção.


O Sr. Irineu Bertine fez a planta e coordenou o trabalho juntamente com outros pedreiros da comunidade. Depois o Sr. Domingos, José Luiz de Vasconcelos e outros, deram continuidade à construção. O trabalho era muito difícil, carregavam os tijolos em carro de boi e com as mãos, a água era buscada nas latas. Muitas mulheres trabalharam buscando água: Maria Sinhana, Maria Vermelha, Maria Estela, Sinhá Bernarda, Luíza Pereira, Dejanira e outras.


A escolha de São José como padroeiro foi devido à devoção de alguns que trabalharam na construção e também foi a primeira imagem doada para a Capela pelo Sr. Afonso José Teixeira.
Em 1954 foi encerrada a construção e celebrada a primeira Missa, presidida pelo Reverendíssimo Pe. Guerino, onde se deu a bênção na imagem de São José, ficando o mesmo como padroeiro da comunidade.


Foi formada a primeira comissão (conselho) para tomar conta da capela, sendo o presidente a Sra. Maria Lopes Cançado.


Em 1970 um fato marcante em nossa comunidade: foi a celebração da primeira Semana Santa em zona rural, dirigida pela equipe missionária de Divinópolis: o seminarista Gil e o ministro Hamilton. Gil foi ordenado padre e anos depois bispo e, como bispo, Dom Gil veio celebrar conosco. Foi um momento de grande emoção e devoção.


Porém, um fato desagradável aconteceu: foi quando o telhado da igreja desabou, quebrando quase todas as imagens. O Sr. José Luiz Nery e Sudário de Faria Vilaça, juntamente com a comunidade, muito trabalharam para que a reforma acontecesse.


 


 

Notícias Relacionadas

23 mai 14
07 mai 13
25 jun 13
19 set 13

Parceiros