×

Capela de Nossa Senhora Aparecida

terça-feira, 14 de maio de 13 às 11:16 | Atualizado às
Capela de Nossa Senhora Aparecida

Capela de Nossa Senhora Aparecida

Boa Viagem

 

Em 1956, nascia na Comunidade BOA VIAGEM, há 50 anos no espaço reservado por Obra da Criação, o sonho audacioso e o fruto de uma necessidade; A Capela de Nossa Senhora Aparecida, pelas mãos, coração e inspiração de pessoas cujos olhares vislumbravam o futuro, a quem, chamamos respeitosamente pelos seus méritos, de benfeitores.
Neste ano na comunidade aconteciam as missões pelos padres redentoristas, que ficaram hospedados na casa do Sr. Pedro Rafael.  


Em um momento de grande inspiração e fé surgiu a idéia de construir uma capela. Logo colocaram em prática esta idéia tão nobre, com a permissão do Vigário Paroquial, Padre Carlos Pinto da Fonseca.


Foi escolhido o lugar doado pelo Sr. Francisco Apolinário morador da comunidade, homem de grande fé.  Naquele mesmo ano, (1956), foi realizada a cerimônia de lançamento da pedra fundamental, e assim, começaram os trabalhos para a construção. Esta foi iniciada com recursos angariados por meio de donativos  de fiéis e leilões.


Naquela época era comum nomear festeiros para que estes arrecadassem donativos e leilões que depois seriam revertidos para a construção da Capela.


Com a construção da Capela já iniciada, as novenas de maio e outubro, que eram rezadas nas casas dos habitantes da Comunidade, passaram a  ser rezadas também na Capela pela primeira evangelizadora da comunidade Dona Rita Mendes.


Aos padres redentoristas, que pertenciam à Paróquia de Aparecida do Norte, foi reservado um papel muito importante, pois a eles é atribuída a escolha de Nossa Padroeira, Nossa Senhora Aparecida, mesmo contra a vontade de alguns membros da comunidade.


A construção da Capela foi realizada em várias etapas, inclusive com alguns contratempos e interrupção dos trabalhos, mas a fé nunca foi abalada.
Em 12 de outubro de 1958 a comunidade em festa recebia a réplica da imagem de nossa Senhora Aparecida, doada pelo padre João Bruno Barbosa, que segundo consta, havia recebido uma graça muito grande e por isto fazia questão de doar aquela imagem.


Em 1957, foi fundada a Conferência de Cristo Rei, pelo Sr. Francisco, ( conhecido com Chico feio), que está em atividade até nesta data –(janeiro de 2007). Em 1958, foi criado o primeiro Conselho com a seguinte composição: Presidente:  Francisco Teodoro, ( Sr. Tino), Tesoureiro: Sebastião Rafael, Secretário: José Belchior, Zelador: Pedro Rafael.


A estes senhores devemos sua luta incansável para o  término da construção de nossa Capela, pois foram eles nossos pioneiros.


A partir deste ano (1958), sempre se realizou a festa em homenagem à Nossa Senhora Aparecida, no dia 12 de outubro, com queima de fogos e missa ao meio dia, pois naquela época ainda não havia luz elétrica na Boa Viagem. Estas missas eram celebradas por Padre Carlos pinto da Fonseca, ou então, por padre José Teódulo Mendes, ( padre Dulinho).
Em 1972 foi retomada a construção da capela, que havia sido interrompida  por vários anos. Esta iniciativa devemos ao nosso saudoso Sr. Bento Araújo, ( Bento do Armando ), que adotou nossa comunidade como sua própria casa.


A reconstrução de nossa Capela em 1972, foi iniciada no mês de maio e terminada por volta do mês de outubro daquele mesmo ano.
Foi naquele ano que se iniciaram as grandes romarias e os reinados, que somente foi possível com a luta e dedicação do Sr. Luiz Francino ( Lili ), que empenhou sua vida na realização do Reinado de nossa comunidade.


O Reinado e as romarias foram fundamentais para o crescimento da comunidade.


Também no ano de 1976 foi inaugurado o serviço de luz elétrica no bairro da Boa Viagem.A partir daí, as missas começaram a serem celebradas à noite, sempre após a procissão saindo de Itapecerica em direção à Capela da Boa Viagem, abrilhantada por uma das bandas de música existentes em nossa cidade, Santa Cecília ou Nossa Senhora das Dores.
Muitos sacerdotes contribuíram para o crescimento espiritual da comunidade deixando marcas profundas. Certamente não imaginavam a proporção do bem espiritual que legavam a esta comunidade. Seus anseios sacerdotais talvez não tivessem a previsão que esta Casa do Senhor seria o Templo onde inúmeras pessoas buscam coragem e força para vencerem enormes dificuldades da vida.


 

Notícias Relacionadas

04 jul 14
05 ago 14
05 set 14
23 abr 13

Parceiros