×

Conteúdo

Homilia de Dom José Carlos no Jubileu de Ouro do Carmelo Imaculada Conceição

domingo, 11 de setembro de 16 às 00:53

A família carmelita nasceu no final do século XII, na Palestina, no Monte Carmelo. O nome das Carmelitas indica o lugar de origem da Ordem, que é o Monte Carmelo, em Israel, que é citado na Bíblia. E, na Sagrada Escritura, cada lugar tem seu significado, Monte Carmelo equivale à "Vinha do Senhor", ou a vergel, o jardim formoso da sua propriedade.

Na Igreja, o Carmelo é uma forma específica de consagração a Deus.

Santa Teresa de Jesus plantou a nova vinha, iniciando o Carmelo Descalço, em 1562, com as Monjas. E, em 1568, com os Frades. Teresa não se separou da Ordem, mas procurou revigorá-la, com raízes e seiva nova, sendo fiel ao mais original da vida carmelitana: cuidado pela solidão, a vida de oração e o espírito Mariano. Ela imprimiu um novo rosto ao Carmelo e deixou para sua família religiosa, irmãos e irmãs, um estilo próprio de vida de oração e fraternidade.

Em Divinópolis, o Carmelo nasceu, primeiro, no coração de Dom Cristiano, e, depois de sete anos da criação da Diocese de Divinópolis, com a chegada de sete irmãs carmelitas, vindas do Carmelo Nossa Senhora Aparecida, de Belo Horizonte, foi fundado o Carmelo Imaculada Conceição. Das sete que fundaram o Carmelo, em Divinópolis, apenas três estão vivas. São elas, a irmã Maria de São José, 96 anos de idade e 69 anos de Carmelo,  a Irmã Teresa Margarida, 81 anos de idade e 59 anos de Carmelo, e a irmã Gertrudes, que, atualmente, mora em um eremitério, em Conceição do Pará.

 

CLIQUE AQUI e veja a reportagem completa:

 

Parceiros