×

Conteúdo

Papa Francisco nomeia Dom Moacir Arantes como Bispo para a Diocese de Barreiras-BA

quarta-feira, 21 de outubro de 20 às 07:29

O papa Francisco nomeou nesta quarta-feira, 21 de outubro, dom Moacir Silva Arantes, 51 anos, atual bispo auxiliar na arquidiocese de Goiânia (GO), como o terceiro bispo da diocese de Barreiras (BA). A diocese estava vacante desde a nomeação de dom Josafá Menezes da Silva como arcebispo de Vitória da Conquista (BA), em 9 outubro de 2019.

 

Trajetória eclesial

 

Mineiro de Itapecerica, dom Moacir nasceu em 3 de junho de 1969, filho de Bento Alves Arantes e Irene Pinto de Araújo, dom Moacir Silva Arantes, sendo o 13º de 15 irmãos. Formou-se em filosofia e teologia em Belo Horizonte (MG) e foi ordenado padre em 14 de agosto de 1999.

 

Já foi pároco e administrador paroquial em seis municípios da diocese de Divinópolis (MG), bem como reitor dos seminários diocesanos, membro do conselho presbiteral e coordenador da Pastoral das Vocações e ministérios da diocese.

 

No Regional Leste 2 (Espírito Santo e Minas Gerais) foi assessor eclesiástico da Pastoral Familiar e por último assessor nacional da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

 

Dom Moacir foi nomeado bispo auxiliar de Goiânia pelo papa Francisco, no dia 11 de maio de 2016, e ordenado na igreja matriz de São Bento, em sua terra natal, Itapecerica (MG), no dia 13 de agosto do mesmo ano, sob a imposição das mãos do bispo emérito de Divinópolis (MG), dom José Belvino do Nascimento, e dos bispos co-ordenantes, dom José Carlos de Souza Campos (diocesano de Divinópolis) e dom Washington Cruz, arcebispo de Goiânia.

 

Tomou posse no dia 26 de agosto de 2016, na catedral Nossa Senhora Auxiliadora, em Goiânia. Seu lema episcopal é In Simplicitate Cordis (Com simplicidade de coração). O bispo integra a atual presidência do Regional Centro-Oeste da CNBB, com mandato até 2023, onde exerce a função de secretário.

 

Novo arcebispo de Brasília

 

 

Anunciada a nomeação do novo arcebispo da arquidiocese de Brasília (DF), nesta quarta-feira, 21 de outubro. O Papa Francisco escolheu dom Paulo Cezar Costa, até então bispo de São Carlos (SP). A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou saudação a dom Paulo Cezar pela nova missão, agora na Capital Federal.

 

A arquidiocese de Brasília estava vacante desde 11 de março deste ano, quando o então arcebispo, o cardeal Sergio da Rocha, foi nomeado arcebispo de Salvador (BA) e primaz do Brasil. Durante o período de vacância, o bispo auxiliar dom José Aparecido Gonçalves de Almeida desempenhou a função de administrador diocesano.

 

Dom Paulo Cezar Costa

 

Natural de Valença (RJ), dom Paulo Cezar Costa nasceu em 20 de julho de 1967, filho de Geraldo Manoel da Costa Amaral e Maria Alice Miranda Amaral. Possui graduação em Teologia pelo Instituto Superior de Teologia da arquidiocese do Rio de Janeiro (1991), Mestrado (1998) e Doutorado (2001) em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana.

 

Foi ordenado presbítero aos 5 de dezembro de 1992. Em seu ministério presbiteral, foi vigário paroquial, pároco, reitor do Seminário Diocesano Paulo VI, em Nova Iguaçu (RJ). Colaborou na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) como membro do grupo de peritos da Comissão Episcopal de Doutrina e membro do Instituto Nacional de Pastoral.

 

Também atuou no âmbito acadêmico: na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), foi professor titular, coordenador e diretor do Departamento de Teologia. No Instituto de Filosofia e Teologia Paulo VI, foi professor e diretor. Ainda exerceu docência no Instituto Superior de Teologia da Arquidiocese do Rio de Janeiro e na Escola Teológica São Bento (ETSB).

 

Em 2010, foi nomeado pelo Papa Bento XVI como bispo auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ). Durante o quadriênio 2011-2015, foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da CNBB. Na realização da JMJ-2013, atuou como diretor administrativo.

 

Em 22 de junho 2016, foi nomeado 7º bispo da diocese de São Carlos pelo Papa Francisco. Sua posse canônica ocorreu no dia 6 de agosto daquele ano, na Catedral de São Carlos. Atualmente, é integrante do grupo de bispos consultivos do Conselho Episcopal Latino Americano (Celam); presidente do Grupo de Análise de Conjuntura Eclesial da CNBB; responsável pelo Setor Universidades da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação da CNBB; referencial para o Instituto Nacional de Pastoral Alberto Antoniazzi (Inapaz); membro do Conselho Permanente da CNBB; membro da Pontifícia Comissão para América Latina e do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos.

 

COM INFORMAÇÕES DA CNBB

Notícias Relacionadas

08 abr 19
18 nov 19
07 jan 20
23 out 15

Parceiros