×

Conteúdo

Lar Santo Ambrósio realiza novena itinerante, em Araújos

segunda-feira, 30 de novembro de 15 às 01:00

No dia 07 de dezembro, a Igreja Católica celebra o dia de Santo Ambrósio. Ambrósio foi Bispo e é considerado Doutor da Igreja. Nasceu, provavelmente, em 339, em Tréviros, Itália. Teve grandes qualidades enquanto pastor e administrador da Igreja. Chegou a aplicar uma dura penitência pública ao próprio Imperador Teodósio por esse ter consentido uma invasão à Cidade de Tessalônica, que resultou na morte de muitos. Morreu com 60 anos, após realizar grandes obras para o bem da Igreja. Foi inspirado no exemplo deste santo, que há 14 anos, Frei Ambrósio, juntamente com a Comunidade, criou, em Araújos, o Lar Santo Ambrósio (Asilo).

 

O Lar Santo Ambrósio abriga, atualmente, 22 internos, emprega 15 funcionários, e realiza um trabalho muito bonito de assistência ao idoso. Mas, como toda instituição que tem essa missão, o Lar também enfrenta suas dificuldades. Ele conta com uma receita aproximada de 25 mil e gasta cerca de 30 mil reais, ao mês. Para contornar essa realidade, a diretoria sempre realiza promoções e eventos. A novena de Santo Ambrósio, além de fomentar a parte espiritual, também angaria recursos para a manutenção da obra, pois, durante esse período, os leilões e outros donativos ajudam muito. Sérgio Antônio dos Santos, Coordenador da Casa, fala um pouco sobre a novena e sobre o trabalho da equipe:

 

A novena em honra a Santo Ambrósio terá início no dia 27 de novembro e conclusão no dia 05 de dezembro. No dia 06, a missa será presidida por Pe. Washington, às 09h, no Lar Santo Ambrósio (Avenida Belo Horizonte, 1051 – Beira Rio). Após a missa, teremos a bênção dos enfermos e residentes da Casa.

 

Quem quiser visitar o Lar Santo Ambrósio ou mesmo oferecer alguma ajuda, basta fazer o agendamento pelo telefone (37) 3288-1638

 

Ambrósio: o bispo que enfrentou o imperador

 

Seu nome já diz muito sobre ele: - “Ambrósio”.  Ambrósio é um nome grego que quer dizer imortal. O nome vem de “ambrosia”, um doce muito conhecido, desde os tempos mitológicos. Nós o conhecemos, como “doce de ovos”. Na mitologia grega, os deuses que habitavam o Monte Olimpos gostavam de saborear esse doce. Acreditava-se, também, que ele podia revigorar as forças de quem estivesse fraco. Pensando bem, um doce feito de ovos, deveria ser mesmo um “levanta defuntos!”.

 

Ambrósio foi um santo incomum. Pelo visto era de descendência grega, mas acabou indo morar em Milão, onde foi eleito bispo, ainda jovem. Em sua época (339 – 397) as heresias pipocavam por todo lado. Como bispo, teve que enfrentá-las, além de enfrentar inúmeros outros problemas. Combateu o Arianismo, heresia que negava a divindade de Cristo, preparou diversos sermões e enfrentou o Imperador Teodósio I. Certa vez, a população de Tessalônica se indispôs contra esse imperador porque ele havia prendido um de seus atletas durante os jogos naquela cidade. Revoltado, o povo fez muitas quebradeiras. O imperador jurou vingança e, numa próxima ocasião, mandou seus soldados invadir o estádio da cidade matando muita gente inocente. Essa carnivicina provocada pelo imperador despertou o zelo do bispo, que acabou proibindo-o de entrar nas igrejas.

 

Desobedecendo ao bispo, o imperador tentou entrar no templo e foi barrado pelo próprio Ambrósio, que lhe impôs duras penitências antes de admiti-lo na assembleia dos fiéis. Falando assim, parece que isso foi coisa simples. Mas, é preciso pensar que Teodósio era o imperador mais poderoso da época. O menor gesto seu, poderia custar a vida do bispo. Mas, Ambrósio não teve medo.

 

Entre tantos méritos de Santo Ambrósio, temos que elencar mais um. Foi graças aos seus sermões e sua coragem que Santo Agostinho se converteu ao Catolicismo e recebeu o batismo. Ambrósio, de fato, devia ser um homem muito especial. Por causa dele, a Igreja ganhou um dos maiores santos, que foi Agostinho.


É preciso lembrar, entretanto, que os tempos de Ambrósio, eram muito difíceis. A Igreja, após muitos anos de perseguição romana, havia recuperado sua liberdade de culto com o Edito de Milão, pelo Imperador Constantino, em 313. Mas, a influência do paganismo era enorme. Os povos “bárbaros” eram uma ameaça constante. O povo, influenciado pela cultura pagã, trazia para as celebrações hinos inadequados. Então, o bispo Ambrósio compôs um gênero de música (Ambrosiano), que foi precursor do estilo Gregoriano, para ser usados nas celebrações. Um de seus hinos que acho mais bonito chama-se: Aeterne rerum conditor – “ao cantar do galo”. Por isso, vou transcrevê-lo aqui:

Eterno criador do universo, que regulas o curso da noite e do dia e, com o cotidiano fluir do tempo, nos tornas mais leve a fadiga, já canta o arauto do dia, sentinela vigilante na noite profunda, luz noturna para os viandantes, que divide uma parte da noite da outra.


Desperto por este canto, o luzeiro liberta das trevas a abóbada celeste; advertido por este canto, o tropel dos notívagos cessa de fazer o mal. A este canto o navegante retoma as forças, acalmam-se as águas do mar, aquele que é a pedra da Igreja chora o seu pecado. Levantemo-nos assim prontamente; o galo sacode o que jaze, desperta os que dormem, acusa os que renegam a fé.


Ao canto do galo retorna a esperança, os doentes retomam vigor, o malfeitor depõe o punhal, volta a fé a quem caiu no pecado.


Jesus, olha aqueles que vacilam e, com teu olhar, excita-nos à conversão: se nos olhas, caem os pecados e a culpa é lavada em pranto. Tu, luz, resplende aos nossos sentidos, dissipa o torpor da mente, a ti nosso primeiro canto, por ti cumprimos votos.

 

Hoje, peço a Santo Ambrósio que abençõe nossos músicos, sobretudo aqueles que cantam nas celebrações. Para que encarem isso como ministério e procurem fazer de tudo para que nossas celebrações sejam uma antecipação da beleza celestial. Que Santo Ambrósio nos dê coragem para evangelizar em nosso tempo. Estamos longe dos primeiros séculos da história da Igreja. Mas, ainda, padecemos com diversos desafios, sobretudo com a indiferença religiosa, algo tão marcante em nosso tempo!

 

 

Por Padre Gabriel

Notícias Relacionadas

11 mar 15
10 jul 20
12 jul 20
11 mar 14

Parceiros