×

Conteúdo

Dom José Carlos abre a Porta Santa e dá início ao Ano Santo da Misericórdia, na Diocese de Divinópolis

segunda-feira, 14 de dezembro de 15 às 13:30

O Jubileu Extraordinário da Misericórdia teve início com a abertura da Porta Santa, na Catedral de Bangui, na República Centro-Africana, no dia 29 de novembro. Neste dia 8 de dezembro, foi a vez da abertura da Porta Santa da Basílica de São Pedro, algo que não acontecia desde 2000. Esta porta é aberta apenas durante o Ano Santo, permanecendo fechada no restante do tempo, e existem portas santas nas quatro basílicas papais: São Pedro, São João de Latrão, São Paulo fora de muros e Santa Maria Maior. O anúncio solene do Ano Santo teve lugar com a leitura e publicação da bula pontifícia (Misericordiae Vultus), junto da porta de São Pedro, no Domingo da Divina Misericórdia, no 12 de abril. E, no terceiro Domingo do Advento, conhecido como o Domingo da Alegria, dia 13, várias dioceses do mundo abriram as Portas Santas em suas catedrais e, em algumas, nos santuários.

 

Na Diocese de Divinópolis a Cerimônia de abertura da Porta Santa da Misericórdia aconteceu às 19h30, com a presença Bispo Diocesano, Dom José Carlos, do Pároco da Catedral, Padre Maia e do Padre Carlos Henrique (Vigário Forâneo). Milhares de fiéis, vindos de toda a Diocese, também participaram deste evento inédito e histórico da Igreja.

 

"Abri as portas da justiça. Nelas entraremos para dar graças ao Senhor!", aclamou Dom José Carlos, segundos antes de abrir a Porta Santa. "Esta é a porta do Senhor: por ela entraremos para alcançar a misericórdia e o perdão", foram as primeiras palavras do Bispo, depois da abertura, seguindo o rito prescrito pela Igreja. O Jubileu da Misericórdia se estende até a próxima Festa de Cristo, Rei do Universo, 20 de novembro de 2016. 



A Diocese de Divinópolis contará com duas Portas Santas. A outra será aberta no próximo domingo, 20, às 10h, no Santuário Diocesano de Nossa Senhora da Conceição, em Conceição do Pará, em uma cerimônia presidida pelo Bispo Emérito, Dom José Belvino.

 

Assista ao vídeo:

 

 

 

Passar pela Porta Santa significa confessar que Jesus é o Senhor, assumindo a decisão de deixar para trás o pecado para entrar na vida nova que Ele nos deu com sua morte e ressurreição. Ao passar pela Porta, o fiél pode obter uma indulgência plenária. Quem explica melhor como alcançar esta graça é o próprio Dom José Carlos; assista:

 

 

A programação do Jubileu da Misericórdia será bem intensa. Na Catedral haverá uma programção convidando grupos específicos. Em conceição do Pará, o desejo é que se organizem peregrinações das comunidades paroquiais, pastorais, movimentos e grupos em geral. Confira a programação específica da Catedral:



03 de janeiro
9h: Jubileu dos Seminaristas


02 de fevereiro
19h: Jubileu dos Religiosos e Religiosas.


06 de março
9h: Jubileu e envio dos Missionários da Semana Santa.


19 de março
16h: Jubileu com os jovens.


03 de abril
9h: Jubileu dos ministros extraordinários (da Eucaristia, da Palabra, do Batismo, das Exéquias, Testemunhas Qualificadas para o Matrimônio).



01 de maio
9h: Jubileu com as Famílias

 

 

03 de junho

9h: Jubileu dos Padres.

 

 

03 de julho

9h: Jubileu com os doentes e portadores de deficiência.

 

 

07 de agosto

9h: Jubileu com os acólitos e coroinhas.

 

 

04 de setembro

9h: Jubileu com os catequistas.

 

 

02 de outubro

9h: Jubileu com os idosos.

 

 

02 de novembro

19h: Jubileu por intenção dos fieis defuntos

 

 

06 de novembro

9h: Jubileu dos cuidadores da vida. Convidamos grupos e pessoas ligadas ao cuidado da vida: A.A., N.A., Amor Exigente, Casas de Recuperação de Dependentes Químicos, Abrigos, Agentes de Saúde, Pastoral da Sobriedade, Educadores,etc.

 

 

13 de novembro

19h30: Celebração Conclusiva do Ano da Misericórdia.

 

 

Por: Túlio Veloso

Fotos: Túlio Veloso e Michelle Santos

 

 

 

Notícias Relacionadas

23 jul 15
10 fev 15
04 mai 17
13 mar 18

Parceiros