×

Camacho é a cidade mais católica de Minas Gerais

sábado, 02 de maio de 15 às 01:00

Com 3,3 mil habitantes e economia baseada na cultura do café, Camacho está em primeiro lugar em Minas Gerais em um dos indicadores do IBGE. Com 97,3% de católicos. Camacho é a cidade com maior percentual de praticantes da religião no estado.

 

Primeiramente, falemos do nome “Camacho”: alguns dizem que este nome se deve a um bandeirante chamado Manoel Picão Camacho, que aqui haveria se estabelecido no século XVIII. Tal fato carece de melhores e maiores comprovações, pois, Manoel Camacho é também fundador de Bom Despacho, bastante distante  de Camacho. Outros dizem que o nome se deve a uma tribo indígena – os Camachuás.

 

O escritor francês Saint Hilaire, faz referência ao povoado de Curral e Cachoeirinha em seu livro “Viagem às nascentes do rio São Francisco”.

 

Camacho tem Nossa Senhora das Dores como padroeira, pois está construída em terras doadas pela fazendeira Maria das Dores Nazaré, esposa do senhor de escravos, José Arantes, sendo ela a doadora da primeira imagem de N. Sra. das Dores.

 

Camacho foi elevado a distrito de Itapecerica em 1° de Setembro de 1885, pela lei 3119, presente no livro das resoluções e regulamentos da província de Minas Gerais, às folhas 123. Com o advento da República (1889) sendo Camacho Distrito, passou a ter o seu Cartório de Registro Civil.

 

Aos 16 de junho de 1935, Domingo de Pentecostes, Pe. Alberto Evangelista Marques, tomou posse como delegado paroquial, com a missão de elevar Camacho à Paróquia, que pertencia até então à Arquidiocese de Belo Horizonte.

 

Atualmente a Paróquia de Nossa Senhora das Dores tem o Padre Gedler como Administrador Paroquial.

 

A reportagem do Jornal Estado de Minas esteve na cidade e gravou um pequeno documentário; assista:

 

 

 

 

Notícias Relacionadas

15 mai 14
01 mar 16
17 abr 20
26 mar 20

Parceiros