×

Histórico da Paróquia de São Vicente de Paulo - Divinópolis

Os moradores do bairro Interlagos, piedosamente, reuníam-se em suas próprias casas para a reza do terço e celebração do Culto da Palavra. Está prática foi exercida durante muitos anos, até que, em 1964, Padre Altamiro de Faria passou a celebrar a Santa Missa no Interlagos. As primeiras celebrações eram feitas na casa de dona "Anita Cabral".

 

 

Durante a década de 60 a comunidade foi estruturada e melhorada em seus aspectos sociais e religiosos. As iniciativas religiosas  vinham acompanhadas de investimentos públicos no território do bairro e isso atraia mais moradores. Com a presença do poder público e as melhorias e investimentos estruturantes, o bairro Interlagos foi se tornando um bairro de ligação regional e a população foi se expandindo para outras localidades no entorno do mesmo.

 

 

As atividades religiosas cresciam na mesma velocidade que o bairro crescia. As casas foram ficando pequenas para as celebrações de Missas e Culto da Palavra e surgiu a necessidade da construção de um templo religioso que abrigasse a grande massa de fieis que a comunidade possuia. Foi então que, no início da década de 1970,no ano de 1971, organizou-se a primeira comissão para a construção de uma Capela, cujo padroeiro seria São Vicente de Paulo, dado o grande número de vicentinos que habitavam a comunidade e a região em seu entorno. A Capela foi terminada e com o tempo precisou ser aumentada, pois já não comportava os inúmeros fieis no seu interior.  Com as obras de ampliação, surge no lugar da Capela, uma Igreja confortavél e mais adaptada às exigências da comunidade e da liturgia Católica. 

 

 

Em 1985, com o pastoreio de Pe. Ordones Lemos, a Igreja de São Vicente de Paulo recebeu as "Santas Missões Populares". Essa ação missionária contribuiu para a ampliação da ação dos leigos dentro da comunidade e da organização das primeiras pastorais.

 

 

A Comunidade de São Vicente de Paulo, pertencente a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, do bairro Porto Velho, foi sendo estruturada pastoral e economicamente. No início da década de 1990, o Padre José Geraldo Flores foi destinado a dar assistência à comunidade e ali realizou um trabalho excepcional que abriu os horizontes da evangelização da região do bairro Interlagos. Sua grande dinâmica econômico-estrutural, aliada à formação de lideranças religiosas e de agentes de pastoral, resultou na urgêngia da criação e implantação da "Paróquia de São Vicente de Paulo".

 

 

Em 1992, Dom José Belvino do Nascimento, Bispo Diocesando, instala a Paróquia de São Vicente de Paulo e nomeia o Padre José Geraldo Flores, como o seu primeiro vigário.  

 

 

Em seguida, Padre Vicente Fer-reira de Lima assumiu a paróquia em 2001 e ficou até 2002.

 


Em 2003, Padre Demóstenes César Mota assume a paróquia e, dá início a ampliação do Centro de Pastoral e reformas e ampliações de capelas e com ele, acontece a divisão territorial. A comunidade Nossa Senhora das Dores, no Bairro Nações torna-se paróquia e deixa de pertencer à Paróquia de São Vicente de Paulo.

 


Em 2012, após nove anos de pas-toreio, deixa a paróquia e dom Tarci-sio nomea Padre Cristiano Alisson de Oliveira como Administrador Paroquial.

 


Hoje a paróquia conta com duas comunidades urbanas (Santa Tere-sinha do Menino Jesus e Nossa Senhora Desatadoras dos Nós) e três ruais (Comunidade de Nossa Senhora de Fátima em Boa Esperança, Co-munidade de Nossa Senhora de Fátima na Passagem e Comunidade de Nossa Senhora de Lourdes em Ribeirão dos Servos).

Parceiros