×

Histórico da Paróquia de Nossa Senhora da Saúde

Não se conhece ainda maiores detalhes acerca dos primeiros tempos do lugar. Acredita-se que os portugueses, comandados por Perdigão Pereira, tenham ali se instalado e levantado uma Capela em honra a Nossa Senhora da Saúde, em torno da qual se fundou o Arraial, depois, cidade.

 


Como Capela filial pertenceu à Paróquia de Pitangui, até o ano de 1832, quando se deu a criação da Paróquia de Bom Despacho. Passou em 1841 (Lei nº. 209), na condição de distrito para a do Espírito Santo do Itapecerica, ocasião em que já era Curato Eclesiástico. Perdeu a condição de que lhe foi restaurada pela Lei nº. 1.494 de 13/07/1868. Em 1º. de dezembro de 1873, pela LM nº. 2.041, foi elevada a categoria de freguesia, ficando adstrita à Paróquia de Santo Antônio do Monte. Com o nome de Saúde de Santo Antônio do Monte. Denominou-se ainda Nossa Senhora da Saúde, na divisão administrativa  de 1911 e pelo decreto nº. 148, de 1938, ficou o nome reduzido a Saúde. Seu definitivo nome ganhou em virtude da Lei nº. 1.058 de 31/12/43. Sua Paróquia foi criada em 25 de fevereiro de 1875, por ato de Dom Antônio Ferreira Viçoso, então Bispo de Mariana. É um caso raro em que  a criação da Freguesia não incorporou a criação automática da Paróquia como era costume na época. Caso isso tivesse ocorrido, à Paróquia seria de 1º. de dezembro de 1873. Nos livros de registro de Batismo e óbito há anotações no período de 1841 a maio de 1845, assinados pelo Capelão Pe. José Antônio de Souza Mesquita. O 1º. Vigário foi o Pe. Nicolau Ângelo Del Duca que paroquiou de 1875 a 1885. A ele seguiram-se: Pe. José Tubúrcio dos Santos Ribeiro ( 1885 a 1887). Pe. Sebastião Gontijo (1888 a 1889), Pe. Miguel Vital de Freitas Mourão (1890 a 1893), Pe. José Batista dos Santos (1893 a 1897), Pe. Dimas Guimarães (1908 a 1910),  Pe. Celestino Ciccarini (1910 a 1914), Pe. David Frascarolo (1914 a 1916), todos nomeados pelos Bispos de Mariana. Em 1917 nomeado por Mariana assumiu a Paróquia o Pe. Henrique Rodrigues de Moraes, o qual assistiu a criação do Bispado de Aterrado e passou a ser sufragâneo. Ele paroquiou até 1933.Vieram em seguida nomeados por Dom Manoel Nunes Coelho, os seguintes Párocos: Pe. José Soares de Siqueira (1933 a 1934), Pe. José Carolino de Menezes (1934 a 1935), Pe. Antônio Ascensão Freitas (1935 a 1949), Mons. Alfredo Doh que ficou de 1949 a 1959, quando por haver sido criada a Diocese de Divinópolis e a Paróquia de Perdigão lhe ser anexada, atendendo a convite do Bispo de Luz, preferiu ficar naquela Diocese. Havia iniciado a construção da nova  Matriz em 1958. Dom Cristiano nomeou o Pe. Agostinho Ferreira Gomes, Vigário, tendo ele fiado para o período de transiçção. Em 17 de janeiro de 1960 assumiu a Paróquia Pe. Tiago Van Der Pauw,  sacerdote holandês da Congregação dos Padres Espiritanos. Pe. Tiago logo que chegou deu continuidade aos trabalhos da construção da Matriz, terminando-a em 1964. A Sagração da Matriz foi feita por Dom Cristiano, no dia 31/05/1964. Depois atacou o campo do ensino, proporcionando aos jovens de Perdigão, através da Escola Nossa Senhora da Saúde, ensino de 1º e 2º. graus. A Escola foi criada em 1964 e funcionou até 1985,  quando foi  transferida para a rede pública e o seu prédio funciona hoje como Centro Pastoral (Catequese de 1ª Eucaristia, Crisma, Curso de Noivos, Curso de Preparação para o Batismo, reuniões, etc.) Construiu também um Centro Social, onde eram  promovidas festas para ajudar na manutenção da Escola Nossa Senhora da Saúde e da  Paróquia.

 

 

Parceiros