×

Histórico da Paróquia

Criada por decreto do Bispo Dom Cristiano Portela Araújo Pena, ao primeiro dia do mês de março de 1964, conforme protocolo 2947 – registro 21 no livro de decretos, a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima surge por desmembramento da Paróquia do Senhor Bom Jesus. Inicialmente os limites começavam na embocadura do córrego dos Porfírios, seguindo depois pelo córrego dos Chaves até a nascente; alcançando pelo espigão, desce até o córrego do Paiol; daí vai ao alto da Serrinha, alcançando depois a Serra do Urubu em direção à ponte da Cadeira; subindo finalmente pelo córrego dos Cordeiros até aos limites Municipais de Divinópolis e Cláudio. Os demais limites permaneceram como antes, ou seja, com o rio Itapecerica e depois com a Paróquia de Santo Antônio, pelo mesmo rio até a embocadura dos Porfírios.


Para nortear os rumos da recém criada Paróquia de Nossa Senhora de Fátima foi nomeado o Reverendíssimo Padre Altamiro de Faria, conforme protocolo número 2948, registro número 663 do livro de provisões.

 

Foi a quinta Paróquia criada em Divinópolis, denotando a importância  e o forte crescimento demográfico e populacional dessa cidade que hoje é referência  no Centro Oeste Mineiro.

 

No ano de 1992, conforme decreto de número 50 da Cúria Diocesana, foi instalada a Paróquia de São Vicente de Paulo pelo então Bispo Dom José Belvino do Nascimento, por desmembramento das Paróquias de Nossa Senhora de Fátima e do Senhor Bom Jesus.

 

A história da Paróquia é rica em bênçãos e graças, muitos são os que fazem parte de sua caminhada, vale a pena recordar a primeira Missa no bairro celebrada aos 05/12/1954 por Frei Aloísio; a primeira Missa no Salão Paroquial  aos 01/05/1960, celebrada por Padre José Martins; o primeiro Conselho Paroquial formado no ano de 1969 e a Bênção da nova Matriz, aos 27/12/1986, sob a coordenação de Monsenhor Antônio Ordones. A Paróquia nestes quarenta e dois anos de existência contou com o empenho de muitos paroquianos que foram pastoreados pelos vigários: Padre Altamiro; Padre Carlos Rada; Padre Humberto Verdijk; Padre Antônio Ordones; Padre Raul Silva; Padre Demóstenes; Padre Pedrosa (in memoriam); Padre Roberto; Padre Idecy e este servo, Padre Ailson de Oliveira Ceccotti (01/02/2006).

 

Atualmente em nossa extensão territorial somos doze Igrejas. Sete são Igrejas urbanas, começando pela Igreja Matriz de Nossa Senhora de Fátima; a Igreja de Nossa Senhora das Graças, no bairro de Nossa Senhora das Graças; a Igreja de Santa Rosa de Lima, no bairro de Santa Tereza; a Igreja de São Lázaro, no bairro Jusa Fonseca; a Igreja de Nossa Senhora do Desterro, no bairro Nova Holanda; a Igreja de São Brás no Bairro Santos Dumont e a Igreja de Santo Expedito, no bairro de Quinta das Palmeiras.

 

Cinco são as Igrejas Rurais: Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, na comunidade de Córrego do Paiol; Igreja de Nossa Senhora Aparecida (sem sede própria – Centro Comunitário de Boa Vista); Igreja de Nossa Senhora da Piedade, na comunidade de Buritis; a Igreja de São Geraldo, na comunidade de Tavares; e a Igreja de Nossa Senhora da Guia, na comunidade de Paivas.

 

A Paróquia de Nossa Senhora de Fátima tem pela frente uma grande jornada evangelizadora, precisando contar com o apoio e o compromisso de todos os fiéis católicos, pois estamos numa área de forte crescimento demográfico e, a cada dia, novos desafios surgem. Temos quatro Igrejas em fase de construção (Santa Rosa de Lima; Santo Expedito; Nossa Senhora do Desterro e São Brás); duas por construir (São Lázaro com salão próprio e a Igreja de Nossa Senhora Aparecida, sem sede própria e funcionando no Salão Comunitário de Boa Vista). As demais precisam passar por pinturas e reformas. Muitos são os benfeitores, Igrejas vivas, sem os quais não estaríamos no estágio atual, pois abnegadamente têm nos ajudado a construir as Igrejas Templo, objetivando o bom êxito do anúncio de “Cristo, ontem, hoje e sempre”.  Padre Ailson de Oliveira Ceccotti.

 

Fontes pesquisadas: Livro de Tombo da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima. Cartão Resumo - por ocasião da celebração das Bodas de Prata da Paróquia. Divinópolis, 07 de abril de 2006.

Parceiros