×

Conteúdo

Comunidades

Capela de Santa Rita de Cássia

Capela de Santa Rita de Cássia

Capela de Santa Rita de Cássia

Areias

 

 

Não se tem a data certa da origem do povoado de Areias. Conta-se que, entre os anos 1813 e 1815, chegaram a essa localidade, dois irmãos com a ordem de Dom José de Proença, rei de Portugal, para tomarem posse das terras de uma doação de sesmaria - feita pelo dito rei; essas terras passariam a pertencer a esses moços. Ao chegarem, notaram que o terreno era arenoso; havia muita madeira e terras férteis; então, deram-lhe o nome de Areias.


Pouco tempo depois, os irmãos se separaram e um deles mudou-se para a região de Bom Despacho; o outro irmão, Bento Teixeira casou-se com Maria das Neves. Vindo a falecer, deixou a esposa grávida do então Capitão Teixeira, que faleceu aos 82 anos de idade, sendo sepultado na cidade de Pitangui. Após a sua morte, a fazenda foi dividida entre os filhos. Um deles - Longuinhos Teixeira Bueno - antes de falecer, pediu à esposa que doasse uma área da parte mais elegante da fazenda para a construção de uma capela dedicada a Santa Rita de Cássia, que poderia ser usada, também, para a construção de um prédio escolar.


Antes da construção da capela, as celebrações religiosas dos meses de maio e junho eram realizadas na fazenda de Longuinhos; mais tarde, na casa de sua filha Bárbara Teixeira da Conceição (Dona Binota), onde também eram celebradas as missas. Na casa do senhor Henrique Bernardo dos Santos, rezavam o terço aos domingos, no cruzeiro que havia em frente a sua casa; ali, por várias vezes, Padre Libério celebrou as missas.


Em 1950, sendo vigário do Cercado, Padre Josimas Gonçalves Cerqueira, celebrando na casa de Dona Binota, notou grande número de fiéis e indagou por que não se tinha uma capela em Areias. Foi informado, então, da existência de um terreno doado para a construção da mesma. Após essa missa, Padre Josimas convidou os moradores para dar início à construção da capela.


A primeira missa foi celebrada na capela dedicada a Santa Rita de Cássia em 16 de novembro de 1950 pelo Padre Josimas, atendendo o desejo do doador do terreno.
Em 26 de abril de 1962, Padre Altamiro de Faria fundou o Apostolado da Oração e Obras das Vocações Sacerdotais (OVS). Nesse ano, recebemos a visita de Frei Elano, que veio preparar os fiéis para receberem a primeira visita de Dom Cristiano, então bispo diocesano de Divinópolis.


Desde então, a comunidade cresceu e se organizou bem; estiveram conosco os freis Anselmo e Ambrósio; e, ainda, os padres Lauro, Moacir Tavares, Paulo Pereira, Cléver, Geraldo Menezes, Ydecy, Paulo Sérgio, Adelmo e Juscelino.


Em julho de 2005, com a organização da festa e o elevado número de participantes, o caixa da comunidade se fortaleceu e, então, expressou ao Padre Paulo Sérgio o desejo de construir uma igreja maior e que atenda às necessidades da comunidade.


Em conversa com o presidente do conselho comunitário em maio de 2006, houve a unificação deste com o conselho pastoral, ficando para este último a responsabilidade sobre o Centro Social.


Na primeira reunião, em janeiro de 2007, Padre Charley fixou os dias e horário das missas: 1º e 3º sábados, às 19h30min, valendo também para as celebrações da Palavra. Nesse tempo, foi enviado, para aprovação do bispo diocesano, o projeto arquitetônico da nova capela.


Após a festa de Santa Rita, em junho de 2009, a antiga capela foi demolida. Foi um momento triste, marcado pelas lágrimas de muitos que por anos ali celebraram a sua fé. Tiveram início as obras da nova capela.


Em 01º de dezembro de 2012, aconteceu a assembleia pastoral em nossa comunidade; após a apresentação das finalidades da mesma, feita pelo padre Marcelo, Vandir Paulino falou sobre o que é ser igreja. Após sua fala, foi feita a eleição para a coordenação do conselho pastoral e das pastorais da comunidade. Neimar Mendes Bueno foi confirmado como coordenador, uma vez que já exercia essa função desde outubro de 2008; Anísio Lacerda Oliveira (tesoureiro); Sonália da Luz Ferreira (secretária); Silmara Olímpia Ferreira (catequese); Sílvio Fernandes Bueno (liturgia); Adeilde Lacerda Oliveira (ministros da Eucaristia); Terezinha Leite Teixeira Mendes (dízimo); Alessandra Lacerda Teixeira Filiais e Anderson Antônio Filiais (acolhida).


Terminada a construção da capela, a bênção foi marcada para o dia 01º de fevereiro de 2013. Uma imensa multidão se reuniu para celebrar conosco a consagração desse templo ao serviço litúrgico da comunidade dedicada a Santa Rita de Cássia. Presidiu essa solene celebração, Dom Luiz Gonzaga Fechio, bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte.

Fotos

Notícias Relacionadas

13 ago 13
25 set 14
04 jul 14
05 set 14

Parceiros