×

Conteúdo

Mandou receber FRUTOS, recebeu a MORTE do Filho (27º Domingo do Tempo Comum)

sexta-feira, 02 de outubro de 20 às 20:26

A parábola dos vinhateiros homicidas (assassinos) de Mateus 21,33-43 é proclamada no 27º. domingo do tempo comum (Ano A). Esta passagem encontra paralelos nos dois outros sinópticos: Marcos 12,1-12 e Lucas 20,9-19. Há também, neste texto mateano, ressonâncias do Antigo Testamento, tais como: 1) a vinha como imagem e figura de Israel [cf. Salmo 80(79) e Isaías 5,1-7]; 2) o tema da rejeição dos profetas (cf. Jeremias 7,25-26; 25,4 e Ezequiel 3,4-7).

 

Neste vídeo, apresenta-se um comentário exegético-espiritual à supracitada parábola (Mt 21,33-43), aludindo à rejeição de Jesus por parte das autoridades judaicas da época do evangelista Mateus. Fala-se, também, sobre a questão da utilização errônea do texto evangélico para justificar antissemitismo ("ódio aos judeus"). Por fim, aborda-se o tema de quem é o "outro povo" convidado a entregar os "frutos" no tempo correto e devido. Porém, Mateus não trata o assunto como se fosse questão de "substituição" de um velho ou falso Israel por um novo e verdadeiro. Para o evangelista, a questão é identificar qual é o "outro povo", o Israel renovado (mas, o mesmo), que produz e entrega os frutos do Reino quando o Senhor os requisita! Outras citações bíblicas: Mateus 21,44.45.46; 27,20.25; Hebreus 13,11-12; Salmo 118,22-23.

 

Notícias Relacionadas

10 jul 20
16 mar 18
17 jul 20
31 ago 17

Parceiros