×

Conteúdo

Comentário ao Evangelho do 2º Domingo do Advento (Lc 3,1-6) - 09/12/18

sexta-feira, 07 de dezembro de 18 às 00:00

1No décimo quinto ano do império de Tibério César, quando Pôncio Pilatos era governador da Judeia, Herodes administrava a Galileia, seu irmão Filipe, as regiões da Itureia e Traconítide, e Lisânias a Abilene; 2quando Anás e Caifás eram sumos sacerdotes, foi então que a palavra de Deus foi dirigida a João, o filho de Zacarias, no deserto. 3E ele percorreu toda a região do Jordão, pregando um batismo de conversão para o perdão dos pecados, 4como está escrito no Livro das palavras do profeta Isaías: “Esta é a voz daquele que grita no deserto: ‘preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas. 5Todo vale será aterrado, toda montanha e colina serão rebaixadas; as passagens tortuosas ficarão retas e os caminhos acidentados serão aplainados. 6E todas as pessoas verão a salvação de Deus’”.

 

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

 

 

Comentário do Padre Guilherme

 

Lucas apresenta João Batista como um inspirado por Deus para abrir caminho para Jesus. O ritual do batismo não foi invenção de João. Já existiam rituais de purificação por banhos naquele tempo. Ele indicava às pessoas que, pelo batismo, buscassem purificação dos pecados e vida nova para receber a salvação.


A fala de João se baseava no Antigo Testamento (Is 40,3-5): um convite a endireitar a vida. Quando chegasse o Messias, todas injustiças seriam desfeitas. Se os homens buscarem um mundo mais justo e solidário, Deus apressará a chegada de Seu reino na terra.


O convite de João Batista ecoa hoje. Ainda há muita injustiça e diferenças a serem superadas. Muita gente ainda não vive conversão. Se Jesus voltasse hoje, você está pronto para se encontrar com Ele? O que ainda falta realizar?

 

Padre Guilherme da Silveira Machado é administrador paroquial na Paróquia de São Sebastião, em Leandro Ferreira.

Notícias Relacionadas

28 mai 16
30 out 15
24 jun 16
19 fev 16

Parceiros