Página inicial Nossa Senhora da Guia - Divinópolis

Jubileu de Ouro Presbiteral de Padre Antônio Ordones foi celebrado em três paróquias de Divinópolis

Terça-feira, 6 de fevereiro de 2018 às 8h 49  - Atualizado às 16h 32

No dia 3 defevereiro, aos 77 anos de idade, Padre Antônio Ordones completou 50 anos de ministério sacerdotal. Muito querido por toda a Diocese de Divinópolis, padre Ordones fez história por onde passou. No total, durante esses 50 anos de ministério, ele já passou por 7 paróquias. São elas: Paróquia de Nossa Senhora da Guia, em Divinópolis; Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Divinópolis; Paróquia de Nossa Senhora do Carmo, em Carmo do Cajuru; Paróquia de Santo Antônio dos Campos, em Divinópolis; Paróquia de São Cristóvão, em Divinópolis; Paróquia de Santo Antônio, em Igarapé; Paróquia de São Judas, em Divinópolis; e, por fim, na paróquia de São José Operário, em Divinópolis. Além dos trabalhos paroquiais, Padre Ordones também já trabalhou como Reitor do Seminário Diocesano, em Belo Horizonte.

 

Padre Ordones foi ordenado pela imposição das mãos de Dom Cristiano, primeiro bispo da Diocese de Divinópolis.

 

Para celebrar seu Jubileu de Ouro, foi preparado um Tríduo em Ação de Graças. No dia 3 de fevereiro, sábado, a celebração aconteceu na Matriz de Nossa Senhora da Guia, em Divinópolis. Esta celebração foi presidida por Dom José Carlos. Já, na manhã do dia 4, domingo, a celebração foi na Matriz de São José, em Divinópolis. Na noite de segunda-feira, dia 05 de fevereiro, a celebração aconteceu na Catedral Diocesana. Esta última reuniu vários padres e o bispo emérito, Dom José Belvino. Em todas as três celebraçãos, as igrejas ficaram lotadas de amigos e familiares de Padre Ordones.

 

Padre Ordones, obrigado pelo seu fecundo ministério presbiteral! Parabéns!

 

 

MENSAGEM EM HOMENAGEM AO JUBILEU SACERDOTAL DE PE. ORDONES

 

“Como são belos sobre os montes os pés do mensageiro que anuncia a paz, que traz a paz, que traz a boa notícia, que anuncia a salvação” Is 52, 7

 

Quis a providência de Deus que eu estivesse nesse lugar para dirigir uma mensagem ao querido Pe. Ordones na comemoração do seu jubileu de ouro sacerdotal. Hoje, queremos manifestar nossa gratidão a Deus pelos mais de 30 anos que Pe. Ordones exerceu a função de Vigário Geral da nossa Diocese de Divinópolis. Atualmente, estou ocupando essa função, esse serviço. E quero testemunhar, se estou aqui, hoje, se sou padre, tenho que agradecer, imensamente, ao Pe. Ordones. No meu processo vocacional e de discernimento, fiquei um tempo fora do seminário e, naquela ocasião, Pe. Ordones me convidou para morar com ele, em Igarapé, quando, ali, trabalhou. A sua acolhida e confiança demonstrava acreditar na minha vocação sacerdotal. Aprendi muito com nossa convivência fraterna, e isso foi fundamental na minha vida. Por isso, sou muito grato ao senhor Pe. Ordones.


Pe. Ordones, como Vigário Geral, passou por três bispos: Dom Cristiano, Dom José Campos e Dom José Belvino. Embora seja uma função importante e de grande responsabilidade, sempre exerceu de forma discreta, mas muito competente e atuante, inclusive, por duas vezes, foi Administrador Diocesano. Enquanto Diocese, temos muito que agradecer ao Pe. Ordones por tanta dedicação e empenho e por tudo que assumiu e fez em nossa Diocese. Jesus disse, “Todo aquele que tiver deixado casas, irmãos e irmãs, pai, mãe, filhos, campos, por causa do meu nome, receberá muitas vezes mais, e terá como herança a vida eterna” (Mt 19,29). Por isso, pedimos a Deus que o recompense por tanta generosidade e doação em favor da Igreja de Jesus Cristo.


Pe. Ordones, sempre demonstrou muito amor ao seu ministério presbiteral revelado na maneira como celebra os sacramentos, sobretudo, quando celebra a Eucaristia (demonstra ser a coisa mais importante que faz na vida). Também, demonstra esse amor na forma profunda e apaixonante ao falar de Jesus Cristo e da sua Igreja, seja nas homilias, palestras ou no programa de rádio. A pessoa e o ministério sacerdotal de Pe. Ordones se fundem, como num casamento perfeito, estão unificados, por isso, provoca admiração de todos. Certa vez, ouvi uma pessoa dizer:” Pe. Ordones é o padre mais sacerdotal que eu conheço. Ele é  um grande evangelizador, seja pelas pregações ou pelo testemunho de vida sacerdotal que inspira a todos nós”.


Celebrar jubileu de ouro não é simplesmente comemorar 50 anos de sacerdócio. Mas é lembrar que o seu ministério é de ouro. Ouro, porque o padre vive seu sacerdócio dando continuidade no sacerdócio de Jesus Cristo.


Ouro, porque ao pregar o evangelho, leva Jesus às pessoas;

Ouro, porque ao celebrar o batismo, acolhe novos membros para a Igreja de Jesus Cristo

Ouro, porque ao Celebrar a Eucaristia, traz o pão do céu para os discípulos de Jesus;
Ouro, porque ao atender confissão, é sinal do perdão de Deus para os pecadores, devolvendo a paz e alegria;
Ouro, porque ao assistir o sacramento do matrimônio, abençoa e santifica a vida do casal;
Ouro, porque ao dar a unção aos enfermos e idosos, mostra que Jesus se faz presente na dor e sofrimento dos doentes;
Ouro, porque na acolhida das pessoas, recorda o abraço de Cristo, o Bom pastor, que afaga as suas ovelhas;
Ouro, porque assume, com amor e zelo, as funções na Diocese e paróquias que trabalhou;
Ouro, porque há 50 anos vive servindo a Cristo na sua Igreja.
Hoje, podemos dizer que a nossa Diocese é mais rica, é mais valiosa, porque temos um padre de ouro: Pe. Antônio Ordones Lemos.


Desejamos, em nome da Diocese de Divinópolis, saúde e longa vida ao Pe. Ordones e que Deus o abençoe e recompense por tudo que tem feito por nós e por nossa Igreja Diocesana.


Parabéns e muitas felicidades, Pe. Ordones!

 

PADRE PAULO SÉRGIO | VIGÁRIO GERAL DA DIOCESE DE DIVINÓPOLIS

Fotos

Clique na imagem para ampliar.

Publicidade