Diocese de Divinópolis foi a segunda diocese do mundo a criar o Ministério Extraordinário da Sagrada Comunhão

Terça-feira, 4 de dezembro de 2018 às 9h 05  - Atualizado às 9h 39

A Catedral viveu, no sábado, primeiro de dezembro, iniciando o Advento, noite histórica e festiva. Foi comemorado 50 anos de Fundação do Ministério Extraordinário da Sagrada Comunhão, em Divinópolis.

 

A solenidade, presidida pelo padre Luiz Carlos Amorim, contou com a presença de atuais e ex-ministros da Eucaristia da Catedral. Durante a celebração, o padre admitiu 18 novos Ministros.

 

A data é muito comemorada, pois Divinópolis  é a segunda diocese do mundo a criar o Ministério Extraordinário da Sagrada Comunhão.

 

Os ministros extraordinários da Eucaristia surgiram após o Concilio Vaticano II,  para auxiliarem  os padres na distribuição da Eucaristia, principalmente, nas casas dos enfermos ou para aqueles que não possam ir à Igreja.

 

O pedido da instituição desse ministério foi feito ao Papa Paulo VI, pelo bispo de Luz, Dom Belchior. Um mês após, dom Cristiano Frederico Portela fez o mesmo pedido. Então, após concedido o pedido, em 1968, Luz se tornou a primeira diocese a fundar o Ministério  e Divinópolis, a segunda diocese do mundo a ter Ministros da Eucaristia, fiéis leigos,  não padres, a administrar  a Santa Eucaristia.

 

Atualmente, o sucesso dessa iniciativa é reconhecido por todos, pois auxilia bastante o padre, redimensionando seu trabalho.

 

POR MARIA TERESA FERNANDES

Publicidade