Pastoral da Sobriedade Diocesana realiza sua primeira Peregrinação à Serra da Piedade

Quarta-feira, 19 de setembro de 2018 às 11h 50  - Atualizado às 13h 52

No último sábado, 15 de setembro, celebrávamos, com toda a Igreja, a memória de Nossa Senhora da Piedade, padroeira do estado de Minas Gerais como também da Pastoral da Sobriedade. No dia seguinte (16/09) às festividades da Mãe de Jesus, a Pastoral da Sobriedade diocesana realizou a sua primeira peregrinação à Serra da Piedade, lugar de oração e de encontro com Deus.


Contando com quase 50 membros de 6 grupos da Pastoral da Sobriedade diocesana, a peregrinação seguiu em direção à Serra da Piedade, localizada no município de Caeté, o Santuário Estadual de Nossa Senhora da Piedade. Além de proporcionar um ambiente de oração, é também lugar de contemplação do divino através da natureza, lugar de uma riqueza impar de fauna e flora, nos aproxima, ainda mais,  da experiência de Deus através de sua criação.


Iniciamos a peregrinação com o Terço da Sobriedade. Em cada mistério, rezamos pelas realidades da Pastoral da Sobriedade, como os dependentes químicos, comunidades terapêuticas, agentes da pastoral, entre outras intenções. Subimos o monte com o Senhor e com sua mãe, Maria Santíssima, e, a partir de suas 7 dores, meditamos as dores e as angústias que marcam a nossa caminhada de cristãos e de Pastoral da Sobriedade.


Depois desse momento de oração, tivemos uma oportunidade de partilha dos alimentos. Cada um ofereceu o que trouxe e colocou em comum, numa demonstração visível de solidariedade, que bem nos lembra uma conhecida música católica: “Os cristãos tinham tudo em comum, dividiam seus bens com alegria, Deus espera que os dons de cada um, se repartam no amor do dia a dia”. 


A peregrinação terminou com a Celebração Eucarística, na Ermida de Nossa Senhora, Santuário Basílica dedicado à Mãe da Piedade. Na celebração, Pe Fernando, reitor do Santuário, destacou a importância da Pastoral da Sobriedade na recuperação da dignidade humana dos irmãos e irmãs marcados pelo flagelo da dependência, e, ainda, manifestou a alegria da presença da Pastoral diocesana na casa da padroeira de Minas Gerais.


O momento de peregrinação nos lembra que somos povo que caminha, e militante neste mundo. Temos a esperança e aguardamos a nossa última peregrinação à casa do Pai. Pedimos a Nossa Senhora da Piedade que proteja e abençoe toda a Pastoral da Sobriedade, espalhada em nossa diocese, para que sempre se fortaleça na missão de fazer dos excluídos os nossos preferidos.


Nossa Senhora da Piedade, rogai por nós e dai-nos a sobriedade!

 

POR SEMINARISTA LEONARDO