Unidade cristã: Igreja Quadrangular recebe bispo de Divinópolis

Quarta-feira, 16 de maio de 2018 às 13h 02  - Atualizado às 18h 48

Nesta terça-feira, 15 de maio, a Igreja do Evangelho Quadrangular, de Divinópolis, localizada no bairro Interlagos, recebeu o segundo dia de celebrações da Semana de Oração pela Unidade Cristã (SOUC). A atividade contou com a presença de, aproximadamente, 120 pessoas, incluindo católicos, membros da igreja anfitriã e, também, fiéis de outras igrejas evangélicas da cidade.

 

Entre os presentes, estava o bispo diocesano, Dom José Carlos; o padre Philippe Berger, da Comunidade do Caminho Novo, e os pastores evangélicos Paulo Robério (titular da Igreja Quadrangular), José Eustáquio Gomes, Iara Pereira, Maria do Carmo e Jaaziel Cândido.

 

Na avaliação do pastor Paulo, anfitrião do encontro, o momento foi de agradecer a Deus pela comunhão entre cristãos. “Falar de um encontro desse, aqui, anos atrás, soava como um mito, uma fantasia. Hoje, isso é uma realidade. Estamos unidos em prol da unidade cristã, cada qual com suas riquezas, suas peculiaridades, mas todos unidos em Cristo”, declarou. Ao abrir as atividades da noite, o pastor reiterou a alegria de receber, ali, “tantos irmãos católicos”.

 

Dom José foi o primeiro a falar. “Nos meus 25 anos de ordenação, posso dizer que essa noite é um dos grandes presentes de Deus para mim. É verdade que temos coisas que são diferentes, mas também temos muitas coisas em comum, temos Jesus como nosso senhor e salvador”.

 

O bispo, também, lembrou que “os de Jesus são homens e mulheres de paz... Nossa missão é construir pontes, fortalecer o diálogo, fazer a unidade acontecer! E isso é perfeitamente possível. Basta que nos lembremos Daquele que nos enviou para levar a paz”, afirmou. Por fim, citando Tiago 5:16, Dom José incentivou que evangélicos rezem pelos católicos e que católicos rezem pelos evangélicos.

 

O segundo a falar foi o pastor José Eustáquio. Citando o profeta Sofonias, ele afirmou que, naquele momento, havia uma festa no céu, pois, ali, todos estavam servindo a Deus com lábios purificados e “de comum acordo” (Sofonias 3:9). “Deus purifica nossos lábios para isso, irmãos e irmãs, para que invoquemos o nome do Senhor. E quem é puro de lábios não difama, não agride, não divide. Quem é puro de lábios edifica”, disse. Por fim, ele disse crer que aquele encontro era um momento profético, embasando sua posição na passagem de Sofonias 3:20, que diz: “Naquele tempo eu ajuntarei vocês”.

 

Finalmente, o padre Philippe cumprimentou a assembleia, desejando que a alegria continue sendo uma constante na caminhada de cada um dos presentes e ratificando que “o que nos une é incomparavelmente maior do que as nossas diferenças”.

 

Em seguida, o pastor Paulo encerrou as celebrações fazendo um breve histórico da Igreja Quadrangular.

 

 

POR GEANDERSON REIS

Publicidade