Paróquia do Divino Espírito Santo celebra o seu Padroeiro

Terça-feira, 6 de junho de 2017 às 8h 47

Com  grande beleza, alegria e entusiasmo, a Catedral comemorou a grande Festa de  seu padroeiro. O domingo de Pentecostes foi repleto de momentos de oração, festividades e solenidades.


Alvorada festiva, Santas Missas,  Café comunitário, veneração da imagem do Divino Espírito Santo, Oração do Ângelus, recitações  do Santo Terço, celebração das Vésperas, encenação de Pentecostes, Barraquinhas,  Procissão e descendimento da Bandeira do Divino Espírito Santo.



Incontáveis fieis e membros de todas as pastorais e movimentos da paróquia participaram última missa da noite que foi celebrada pelo bispo diocesano dom José
carlos e concelebrada pelos padres Luis Carlos e Carlos Eduardo.



Em sua homilia o bispo realçou a importância de se celebrar o Pentecostes. Graças à força do Espírito Santo, concedido por Jesus aos seus discípulos, que eles tiveram a coragem de abrir as portas do cenáculo e anunciar ao mundo a alegria do Evangelho de Jesus.



Pentecostes é,  portanto, a festa da visibilidade. É festa da Igreja que sai do comodismo e do anonimato e vai ao encontro das pessoas para  transmitir a Palavra.



É festa da Igreja  que toma seu lugar no mundo e na sociedade, que sem medo, não recua diante da perseguição.  Caminha corajosa  testemunhando que o Senhor está vivo e age nas pessoas.



Enfatizou que o  Espírito Santo  ensina o diálogo. Incentiva a Igreja a  dialogar consigo mesma, com  jovens, idosos, crianças,  com a economia, com a política, com intelectuais, com outros que não crêem e com os que crêem diferente.



A Igreja está no mundo para ser sal e luz, então que ela dialogue, não se feche em si mesma, esteja presente nos debates, nas instâncias do poder, em decisões  sociais,  na criação de leis, no diálogo com governantes e em todos os espaços.  Á partir de Jesus, a Igreja tem sempre uma palavra a dizer, que todos entendam.



Ao final da celebração, a bandeira do Divino foi retirada do mastro e entregue ao casal de mordomos de 2018.

 

 

POR MARIA TERESA FERNANDES

Publicidade