Pastoral da Sobriedade Diocesana realiza Semana de Divulgação

Quarta-feira, 10 de outubro de 2018 às 7h 18  - Atualizado às 7h 18

Neste ano de 2018, a Pastoral da Sobriedade completa 20 anos. Desde que foi sonhada por Dom Irineu Danelon, até hoje, tem transformado a vida e a história de diversas pessoas. Machucadas pelo flagelo das dependências, nossos irmãos reencontram, na Pastoral da Sobriedade, a beleza e a alegria de viver, fazendo a experiência do Cristo libertador, que de braços abertos, sempre está disposto a nos acolher de volta.


Na nossa diocese, a pastoral existe há quase sete anos, contando com Grupos de Autoajuda, que é o seu principal instrumento pastoral.  Está presente em 7 paróquias, localizadas nas cidades de Divinópolis, Itaúna, Itatiaiuçu, São Sebastião do Oeste, Igarapé, São Joaquim de Bicas, e o grupo mais recente, na cidade de Mateus Leme.


Neste tempo de história, a pastoral conseguiu ajudar diversas pessoas, mas, ainda, há muito trabalho a ser feito. Cada vez mais famílias têm sido atingidas pelo flagelo das drogas, e não só delas, mas de outros tantos vícios, que destroem e dividem pessoas e famílias.


Pensando em ajudar muito mais irmãos e irmãs, os grupos da Pastoral da Sobriedade, em nossa diocese, realizaram, entre os dias 22 a 30 de setembro, uma Semana de Divulgação da Pastoral da Sobriedade. Através de uma divulgação ampla, não somente nas nossas comunidades paroquias, mas também em escolas, reuniões de conselhos comunitários, dentre outros lugares, os agentes da pastoral levaram uma palavra de ajuda, mostrando o trabalho que a Pastoral da Sobriedade pode oferecer.


Dom José Carlos, nosso bispo diocesano, falou da importância que é o trabalho da Pastoral da Sobriedade.

 

 


A coordenadora diocesana da pastoral, Miriam Souza, disse quais são os procedimentos para se criar a Pastoral da Sobriedade em sua paróquia.

 

 


Padre Aldair, pároco da Paróquia de Santo Antônio, em Mateus Leme, lugar que foi criada a Pastoral da Sobriedade, recentemente, fala o bem que a pastoral já tem feito nesses poucos 8 meses que lá existe.

 

 


Leonardo e Rogério, seminaristas da nossa diocese, que há quase 3 anos acompanham a pastoral em âmbito  diocesano, falaram um pouco da experiência que têm feito  junto a este trabalho da Sobriedade.

 

 


Muitos irmãos e irmãs já fazem parte da Pastoral da Sobriedade, mas existem tantos outros lugares que ainda a pastoral não chegou. Junte-se a nós, procure seu pároco e fale com ele o que é a Pastoral da Sobriedade, e o bem que ela pode fazer à sua paróquia. Venha ser sobriedade com a gente.

Publicidade