1% do Dízimo da Diocese de Divinópolis é destinado para ajudar a Prelazia de Tefé

Sexta-feira, 9 de novembro de 2018 às 18h 44  - Atualizado às 18h 46

Você já deve ter ouvido falar de “Igreja Irmã de Tefé”. Sobretudo, na Missa, durante a Oração Eucarística. Existe uma ligação entre nossa Diocese de Divinópolis e a Prelazia de Tefé - AM, que é o que se chama “projeto igrejas-irmãs”. Trata-se de um acordo de irmandade entre dois espaços da Igreja no sentido de oferecimento de apoio através de oração, ajuda material e trabalho missionário.

 

Em Tefé, alguns dos maiores desafios são as distâncias, as dificuldades de transporte e a falta de sacerdotes. Pelo projeto de irmandade com a Diocese de Divinópolis, já foi dada alguma ajuda, como a presença de Dom Mário Clemente, sacerdote natural de nossa região, que trabalhou, lá, como bispo prelado durante 20 anos. Depois de se tornar emérito, continua servindo a região, trabalhando em uma paróquia. Há, também, uma missionária de Itaúna, chamada Exalte, que está, lá, há alguns anos. Já estiveram presentes em Tefé, durante certo tempo, o Padre Geraldo Menezes e Dom Gil, quando era padre. Alguns outros sacerdotes de nossa Diocese também já estiveram  por períodos menores. 

 

A pedido do Conselho Missionário dos Seminaristas (COMISE), no mês de janeiro de 2017 e 2018, a Diocese de Divinópolis enviou seminaristas para viver uma experiência missionária, na Prelazia de Tefé. Você pode conferir a experiência missionária de 2017, clicando aqui e a do ano de 2018, clicando aqui.

 

Entre os dias 3 e 12 de novembro de 2015, Dom Fernando Barbosa, Bispo de Tefé, esteve na Diocese de Divinópolis para realizar uma visita e agradecer, pessoalmente, pela ajuda que a prelazia recebe de nosso povo. A Diocese de Divinópolis envia, mensalmente, para a Prelazia de Tefé, uma ajuda financeira, proveniente do Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS) e do 1% das décimas arrecadas em todas as comunidades da diocese. Ou seja, 1% do seu dízimo é enviado, mensalmente, para ajudar vários missionários, que levam Jesus a milhares de pessoas, sobretudo, aos ribeirinhos.

 

No áudio, abaixo, Dom Fernando destacou a importância dessa proximidade entre a Igreja de Tefé e a Diocese de Divinópolis:

 

 

No vídeo,abaixo, Dom Fernando Barbosa fala um pouco da realidade da Prelazia de Tefé; assista: 

 

 

 

E, recentemente, o Padre Rogelio Toro, que, atualmente, trabalha na Prelazia de Tefé, enviou uma carta de agradecimento ao bispo de Divinópolis, Dom José Carlos.

 

Confira a carta:

 

"Prezado Bispo Dom José Carlos

 

Que a Graça de nosso Senhor Jesus fique sempre com o senhor e o ajude em todos os momentos de seu ministério.


Estas poucas palavras têm como objetivo AGRADECER de todo coração, o apoio espiritual e econômico que sua Diocese faz em favor de nossa Área São Francisco de Tamanicuá, aqui na Prelazia de Tefé-AM.

 

Nossas orações e gratidão são e serão nossa melhor recompensa.

 

Eu fico muito feliz nesta Área Missionária e acompanho-a em sua caminhada de Fé na quilo que eu posso, já que ainda continuo em meu processo de adaptação e ainda devo fazer muitos esforços para aprender o português. Graças a Deus, os fiéis desta área são pessoas muito boas e pacientes.


Estou também conhecendo, pouco a pouco, as diferentes comunidades e fazendo todo o possível para motivar os fiéis a uma melhor participação. É uma tarefa muito difícil, já que as comunidades são bem diferentes, e, então, difíceis de acompanhar os processos de motivação visando a construção de uma verdadeira comunidade.


Daí que, além do apoio espiritual, moral e econômico, eu sonho com futuros missionários que o Senhor poderá enviar. Eu acho que nós, como Congregação, não poderemos ficar nesta área, por muito tempo, por falta de pessoal.


Sem dúvida que Dom Fernando já lhe falou de tudo isso. Obrigado por escutar o apelo dele e este que eu faço com toda a simplicidade, em favor deste povo que eu comecei a amar. É bem normal que reforce o pedido de Dom Fernando, para que a comunidade não fique como ovelha sem Pastor.


Por hoje, eu fico por aqui. Ainda, eu tenho muitas experiências para compartilhar com o senhor, mas Deus nos dará a oportunidade de partilhar em próximas correspondências.


Bem vindo quando quiser visitar a nossa área missionária ou alguns de seus sacerdotes ou seminaristas. A área será sempre a casa de vocês!"

 

Padre Rogelio Toro

 

--

 

POR TÚLIO VELOSO

Fotos

Clique na imagem para ampliar.