Comentário ao Evangelho do 6º Domingo da Páscoa (Jo 14,15-21) - 14/05/17

Quinta-feira, 18 de maio de 2017 às 0h 00  - Atualizado às 22h 36

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 15Se me amais, guardareis os meus mandamentos, 16e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, para que permaneça sempre convosco: 17o Espírito da Verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não o vê nem o conhece. Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós e estará dentro de vós. 18Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós. 19Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá, mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis. 20Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai e vós em mim e eu em vós.


21Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.

 

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Comentário do Padre Guilherme

 

Este trecho do Evangelho de João descreve parte do discurso que Jesus fez aos discípulos como preparação para que eles seguissem em frente a missão depois que Ele tivesse voltado para o Pai.


O discurso tem teor de incentivo à fé. A ressurreição e a vitória de Jesus só podem ser percebidas por quem conserva a fé. Para os que não acreditam, a morte de Jesus parecerá apenas uma derrota. Jesus garante que quem acreditar irá compartilhar da vida nova. Isso já é um início de vida eterna.


A recomendação foi para que eles, se de fato amassem Jesus, demonstrassem isso na fidelidade, na observância dos mandamentos. Assim, confirmariam a vontade de seguir Jesus. Como recompensa e ajuda, Deus concederia a força do Espírito para que eles pudessem seguir em frente com a missão.


Jesus ensinou, com isso, que os discípulos não precisavam sentir medo ou perder as esperanças. Nunca estariam sozinhos no mundo. Haveria quem os defendesse contra as investidas do mal. É a promessa do Espírito Santo, que vem como força e defesa para os que permanecem fiéis.


A força do Espírito Santo é concedida para sempre e, entre outras coisas, assegura a comunhão com Cristo.
O Espírito que Jesus promete permite o conhecimento da verdade, em oposição ao espírito de erro que domina a humanidade. É luz e força para os que se decidem pelo seguimento do que Jesus ensinou.

 

Padre Guilherme da Silveira Machado é administrador paroquial na Paróquia de São Sebastião, em Leandro Ferreira. Apresenta os programas Caminhada na Fé, toda sexta-feira, às 14 horas, na Rádio Divinópolis AM 720 e Momento Mariano, aos domingos, ao meio-dia, na Rádio Santana FM 96,9.

Publicidade